Mãe de bebê achado morto diz não saber que feto era criança

Jovem de 20 anos foi ouvida na segunda e disse desconhecer gravidez; Suposto pai do bebê encontrado deu a mesma versão

A mãe do recém-nascido encontrado morto por um pedestre na Avenida dos Esportes, em Valinhos (SP), disse em depoimento à Polícia Civil, na tarde de segunda-feira (23), que não sabia que estava grávida e que não identificou o feto como criança. Esta foi a mesma justificativa dada por ela durante a internação na Santa Casa quando o bebê foi encontrado. A jovem de 20 anos pagou fiança de R$ 1,5 mil e aguarda o indiciamento em liberdade.

O recém-nascido tinha cerca de sete meses e foi encontrado embaixo de uma árvore por um homem que passava pelo local, um dos mais movimentados da cidade. A ocorrência foi registrada na Delegacia da Mulher do município. O corpo do feto foi encontrado junto ao cordão umbilical, mas não havia presença de placenta, segundo o delegado.

"Ela manteve a alegação dada para a polícia. Disse que não sabia que estava grávida. Ela contou que passou mal e expeliu algo pela vagina, mas disse que não sabia que era um bebê", contou o delegado, Eduardo José Barsotti, que investiga o caso. "A versão que ela deu é descabida. Como que ela não sabia? Ela parece ser uma jovem esclarecida, acho difícil não saber que estava grávida", comentou.

O feto encontrado na avenida no dia 19 de julho estava protegido por um saco plástico. O namorado e suposto pai da criança também foi ouvido por Barsotti na segunda-feira. "Ele disse que também não sabia da gravidez.. Somente o laudo do IML vai poder mostrar se o bebê morreu durante o parto ou após o nascimento", contou o delegado.

A Polícia Civil informou que o laudo do Instituto Médico Legal deve ficar pronto dentro de 15 dias. "Essa jovem foi presa por causa da ocultação do cadáver. Nós precisamos ver se a história dela procede ou não", finalizou Barsotti. O inquérito tem prazo de 30 dias para ser concluído e outras pessoas, como a mãe, a tia e o médico do hospital onde a jovem foi atendida também serão ouvidos. O delegado, entretanto, não disse quando serão os depoimentos.

Fonte: G1