Mãe de Eliza Samudio diz que quer guarda do neto

Sônia Moura não vê a filha há seis anos e não conhece bebê de 4 meses

A mãe de Eliza Samudio disse nesta sexta-feira (2), que pretende pedir a guarda do neto, de 4 meses, que está com o pai da jovem, em Foz do Iguaçu (PR). ?Quero resgatar aquilo que me foi tirado tempos atrás, porque não pude ter minha filha ao meu lado. Quero reconstituir isso. É um direito meu como mãe e como avó?, diz Sônia Fátima Moura, 44 anos.

Eliza está desaparecida há quase um mês. A jovem teve um relacionamento com o goleiro Bruno, do Flamengo, no ano passado, e tentava provar na Justiça a paternidade do filho, que seria do jogador. O atleta é suspeito de envolvimento no sumiço de Eliza.

Sônia mora em Mato Grosso do Sul e conta que há seis anos não vê a filha. Ela diz que ficou sabendo do desaparecimento de Eliza na segunda-feira, 28 de junho. ?Costumava falar com ela esporadicamente, mas há cerca de um ano não conseguia encontrá-la?, afirma. A mãe conta ainda que não mantém contato com o pai de Eliza, Luiz Carlos Samudio.

A mãe de Eliza diz que deixou Foz do Iguaçu (PR) em 1994, anos depois de se separar de Luiz Carlos. ?Depois disso, Eliza chegou a morar comigo por três anos, mas estava em São Paulo já há seis anos?, diz.

Ela ainda não conhece o neto, de 4 meses, mas quer a guarda da criança na Justiça. ?Apesar de levar uma vida simples, posso dar todo o amor a essa criança, amor que não pude dar a minha filha por problemas pessoais?, diz. Sônia tem esperança de encontrar Eliza viva. ?Eu tenho fé em Deus e peço que ela retorne. Não perdi a esperança que ela esteja viva.?

Fonte: g1, www.g1.com.br