Mãe é condenada por deixar filho de três anos fumar na Inglaterra

O caso foi descoberto depois de uma amiga da mãe gravar cena em seu telefone celular

Uma mãe britânica de 24 anos foi condenada a 40 semanas de prisão por um tribunal de Merthyr Vale (sul de Gales) por deixar seu filho de 3 anos fumar.

O caso foi descoberto depois de uma amiga da mãe gravar em seu telefone celular a criança fumando enquanto Kelly Marie Pocock falava ao telefone, e entregar o vídeo aos serviços sociais locais. A cena foi feita após o Natal de 2007.

Segundo o promotor do caso, promotor Jonathan Rees, o vídeo "mostra a criança colocando um cigarro na boca, para depois acendê-lo com um isqueiro e inalar a fumaça claramente para seus pulmões, com muita habilidade".

"E tudo isso sentado em uma cadeira, ao lado de sua mãe, que está falando ao telefone. Fica claro (no vídeo) que a criança de 3 anos sabe o que fazer com um isqueiro e um cigarro", disse o promotor.

Kelly afirmou que nunca tinha visto seu filho fumar quando foi interrogada pela primeira vez pela polícia e que estava ao telefone no momento em que a criança fumava.

No entanto, ela acabou se confessando culpada e se comprometeu a seguir vários cursos de orientação familiar.

Segundo sua advogada, Claire Wilks, estes cursos a fizeram perceber o mal que estava causando a seu filho.

O juiz responsável pelo caso também reconheceu os esforços da mãe para melhorar a situação, e por isso a sentença de 40 semanas de prisão ficou em suspenso por dois anos, período no qual Pollock deverá demonstrar que é responsável no cuidado de seu filho.

Fonte: g1, www.g1.com.br