Mãe luta há mais de oito anos para tirar seu filho do vício do crack em Teresina

Mãe luta há mais de oito anos para tirar seu filho do vício do crack em Teresina

"Hoje, eu evito passar em lugares onde ele possa estar. É a pior coisa do mundo ter que evitar um filho", desabafou

Há mais de oito anos Conceição de Maria Sousa luta para tirar seu filho do vício do crack. O filho dela, hoje com 25 anos, começou a beber ainda na adolescência, e já passou por várias clínicas de reabilitação e comunidades terapêuticas, como a Fazenda da Paz, mas sem sucesso.

O filho de dona Conceição vive na rua há dois anos, expulso de casa pela mãe. "Hoje, eu evito passar em lugares onde ele possa estar. É a pior coisa do mundo ter que evitar um filho", desabafou. O vício o fez roubar objetos de dentro de casa, e ele chegou a arrombar a porta do quarto da mãe para conseguir o que queria. A mãe contou que já mandou prender o filho três vezes. "Nessa vez que ele arrebentou a porta, eu fui, no carro da polícia, até a boca de fumo para pegar o que ele tinha levado". Dona Conceição chegou até a ser ameaçada por traficantes, por dívidas do filho.

Mas ela nunca desistiu da luta, e ainda tem esperanças na recuperação do filho. Ela, que antes era técnica de enfermagem, fez vários treinamentos e aprendeu a lidar com usuários de drogas, tudo para conseguir ajudar o filho. Hoje, dona Conceição trabalha com dependentes químicos, e faz trabalhos voluntários na Fazenda da Paz.

Fonte: Andrê Nascimento