Mais 40 agentes penitenciários serão promovidos pelo Governo do PI

Em julho deste ano, outros 55 agentes foram promovidos

A Comissão Central de Avaliação e Promoção da Secretaria de Justiça do Piauí apresentou, nesta quarta-feira (14), em reunião na sede da Sejus, a homologação dos primeiros trabalhos referentes à promoção de mais 40 agentes penitenciários. Em julho deste ano, o Governo do Estado promoveu 55 agentes nos quadros da Secretaria.

As avaliações da Comissão com relação às promoções levam em conta, dentre outros critérios, a frequência dos servidores; cumprimento de horário; capacidade de responder satisfatoriamente às atribuições; eficiência; atendimento; conhecimentos técnicos, científicos e sociais; e a capacidade de atingir metas e objetivos.

Segundo o subsecretário de Justiça do Piauí, Carlos Edilson Sousa, o trabalho que tem sido feito pela Comissão proporcionou a desburocratização das avaliações e deu maior agilidade ao andamento de processos relativos a promoções dos agentes penitenciários.

 “Após a entrega das avaliações, encaminharemos os pedidos de promoção para Secretaria de Administração e empreenderemos todos os esforços possíveis para que os servidores sejam contemplados o quanto antes”, explica Carlos Edilson.

 O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), Vilobaldo Carvalho, é membro da Comissão e acompanhou reunião desta quarta. Ele acredita que as promoções significam uma elevação da autoestima dos servidores.

 “O trabalho da Comissão vai servir não apenas para avaliação e promoção dos agentes, mas para diagnosticar o perfil dos servidores no quadro efetivo da Secretaria e promover qualificação. O objetivo é suprir, de maneira mais hábil, as carências do sistema, evitando problemas e melhorando a prestação do serviço”, destaca Vilobaldo.

 Até o dia 27 deste mês, a Comissão de Avaliação e Promoção receberá, por meio da Diretoria da Unidade de Administração Penitenciária (Duap), os servidores da Secretaria de Justiça para o processo de avaliação.

Fonte: Portal MN