Mais acesso

50% da classe C vai ter acesso a banda larga até 2020

Um estudo realizado pela Fundação Instituto de Administração (FIA) aponta que metade da população de classe C terá acesso à internet em 2020, sendo que 60% dessas conexões serão através de internet rápida. A pesquisa revelou que, em 2008, apenas 7% das conexões era do tipo banda larga entre as famílias com renda mensal entre R$ 1.000 e R$ 2.500. Além da classe C, as demais classes sociais também verão um aumento considerável dessa tecnologia. Em 2008, 64% das conexões de internet da classe A eram por meio de banda larga; em 2020, espera-se que esse índice suba para 99%. Na classe B, as conexões saltarão de 26%, em 2008, para 90% em 2020; e as classes D e E, de 1%, em 2008, para 25% em 2020. A conexão via cabo modem ou wireless será a maior responsável pelo crescimento da banda larga, representando 33%. Em seguida virá a conexão via redes WiMAX, com 31%. Outras tecnologias também figuram entre as que conquistarão uma fatia maior do mercado, como o acesso via 3G/4G (celular) e a conexão por rede elétrica, indicadas, respectivamente, por 17% e 11%.

Fonte: Carlos Rocha, Jornal Meio Norte