Mais de 20.000 toneladas de lixo foram recolhidos na zona leste

A colaboração da população é fator importante.

Ter consciência e cuidado com a limpeza da cidade são atitudes que somam melhorias para a comunidade de um modo geral. Durante o ano de 2016, a equipe de limpeza da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste) recolheu 20.616,72 toneladas de lixo gerado no processo de transbordo e realizou a remoção de 21.398,45 toneladas oriundos de capina.

Na tarefa de preservar o meio público para as presentes e futuras gerações, o Poder Público e a comunidade devem trabalhar em conjunto.

Segundo Renato Lopes, gerente de limpeza da SDU Leste, os serviços urbanos são considerados uma das atividades essenciais no dia-a-dia da comunidade, tais como limpeza de logradouros e passeios públicos, limpeza de galerias e fossas, administração dos cemitérios públicos, de mercados e feiras, e a melhoria de vias não pavimentadas.

Mais de 20.000 toneladas de lixo foram recolhidos na zona leste
Mais de 20.000 toneladas de lixo foram recolhidos na zona leste

“Para manter nossa cidade limpa, cerca de 90 homens realizam serviços de limpeza em ruas e avenidas durante toda a semana. A limpeza dos bairros é feita através de capina, varrição e transbordo, além da parceria com carroceiros, que também ajudam no trabalho da retirada do lixo”, detalhou o gerente.

Conforme Renato Lopes, há também outros serviços que fazem da tarefa peça importante para a conservação da cidade. “Realizamos, de um modo geral, a manutenção, proteção e conservação das praças, parques e demais logradouros públicos, limpeza de galerias pluviais, fossas e lagoas e a conservação e preservação das margens dos rios que são executadas periodicamente”, enfatizou o gerente.

Por outro lado, a colaboração da população é fator importante para evitar o acúmulo ou descarte irregular. De acordo com Márcio Sampaio, superintendente executivo da região, os serviços de limpeza têm sido um ponto importante da gestão municipal. “Temos nossa programação e seguimos. Mas solicitamos que a população não deixe de fazer o correto acondicionamento do lixo, pois precisamos da colaboração do munícipe para evitarmos maiores transtornos”, disse o executivo.

Domingo Nonato, 56 anos, presta serviços para a Prefeitura há 34. Ele é responsável por aguar o canteiro de uma praça localizada na zona Leste. Para ele o trabalho é muito importante para a cidade, mas a população parece não reconhecer. “Além de aguar as plantas, às vezes eu também faço a limpeza da praça, mas não adianta eu limpar e a população ir lá e sujar. Para mim é a mesma coisa que estar jogando dinheiro fora e não respeitar sua cidade”, contou o trabalhador.

Fonte: Assessoria