Manifestações culturais marcam terceira noite do Folguedos

A noite foi marcada ainda por outras fortes tradições.

Uma das manifestações culturais mais fortes do Nordeste, o Bumba Meu Boi, foi a atração de grande destaque na noite deste domingo, 21, no 40º Encontro Nacional de Folguedos, na Vila Olímpica do Estádio Albertão. Vários grupos dos estados do Piauí e Maranhão apresentaram suas histórias do Boi Bumbá.

A noite foi marcada ainda por outras fortes tradições, grupos de repentistas, afros e balé popular. O palco Bumba Meu Boi foi o local onde ocorreram as maiores manifestações culturais da noite. Diversos grupos se apresentaram e emocionaram os espectadores.

Francisco Wellington Silva Vale, diretor do Grupo Brilho da Ilha de Timon-Ma, disse que é muito especial se apresentar no Folguedos. “É importante para a cultura. O evento cresce a cada ano e o povo está se interessando ainda mais. Pra gente é um prazer participar, já é o quarto ano que viemos”, conta.

Fábio Júnior, dono do Boi, disse que se sente honrado. “O Piauí merece, a cultura vai ganhado força. Temos muito respeito. Este é o nosso maior público”, diz.

Outro grupo de Bumba Meu Boi, agora do Piauí, Imperador da Ilha, mostrou que as tradições ainda têm força. “ Estamos aqui para animar a festa, é importante para reforçar nossa cultura, mesmo que tenha mudado o calendário, é importante que se faça este evento, para o povo se divertir”, explica Raimundo Aragão, coordenador do Grupo.

A cultura afro também foi destaque na noite de domingo. O Grupo de Cultura Afro Ijexá encantou o público. A coordenadora do grupo, Gardênia de Carvalho disse que que este é um espaço para quebrar o preconceito. “É importante para mostrar nosso trabalho. Nós estamos aqui para mostrar que nossa batucada tem cidadania. Não estamos aqui para impor uma religião, estamos aqui para alegrar e educar. Isto é arte, isso já é um avanço, melhora nossa autoestima”, afirma.

As músicas ficaram por conta dos grupos de forró Dandinha e Banda, Forró Minamora, Solteirões do Forró e Cavalo de Pau que agitaram o público. Dandinha animou a galera mesclando sucessos antigos e atuais. Ela disse que é uma honra tocar no Folguedos. “É sempre bom fazer um show dessa magnitude, um palco maravilhoso, povo grande, bom demais, esquentamos bem a noite”, conta.

O grande público ficou maravilhado com o o que viu. Marlúcia Pereira dos Santos disse que não perde uma edição. “Todos os anos venho. Assisto todos os espetáculos. É muito bom para valorizar nossa cultura”, fala.

Maria do Socorro dos Santos diz que o evento reúne todos as culturas. “É um evento muito importante, pois reúne em um só lugar todas as nossas culturas.”, diz.

Adriana Cardoso veio de Timon- Ma com as irmãs e cunhado para assistir. “Está muito bom, bem animado. Vim ver os grupos e aproveitar os shows. É muito importante para manter a tradição, para passar de geração em geração”, conta

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Gabriel Costa