Manifestantes contra impeachment fazem protestos em 8 Estados e DF

Manifestantes colocam fogo em pneus e bloqueiam avenida 23 de Maio

Grupos contrários ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff promoveram protestos pelo Brasil na manhã desta terça-feira (10). Pelo menos oito Estados registram atos (São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Espírito Santo e Rio Grande do Norte), além do Distrito Federal.

Os manifestantes são ligados a grupos como a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e o MST (Movimento Sem Terra).

São Paulo

Image title

Em São Paulo, os manifestantes ocuparam a pista expressa da marginal Pinheiros, na altura das pontes João Dias e do Morumbi. O bloqueio começou na pista expressa e passou para a pista local.

Na marginal Tietê, sentido Castello Branco, houve bloqueio total em frente ao prédio dos Correios, entre as pontes Aricanduva e Tatuapé. A via foi liberada por volta das 8h30.

Já na avenida 23 de Maio, na altura do terminal Bandeira, o grupo colocou fogo em pneus. O Corpo de Bombeiros agiu rápido e apagou as chamas, liberando o trânsito na região por volta das 7h30. O acesso à sede da Rede Globo, no bairro do Brooklyn, também foi bloqueado.

 Também houve registro de manifestações na rodovia Hélio Smidt (altura do km 1,5) perto do aeroporto de Cumbica (Guarulhos), mas os protestos se encerraram por volta das 7h25. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego, o congestionamento pela manhã chegou a 100 km.

Rio de Janeiro

No Rio, um grupo colocou fogo em pneus nos dois sentidos da rodovia Rio-Santos na altura do km 394, em Itaguaí. Por volta das 7h30, policiais rodoviários conseguiram liberar a via no sentido Angra dos Reis. O congestionamento era de 4 km.

Distrito Federal

Centenas de manifestantes ligados ao MST bloqueiam rodovias no DF. Segundo a Polícia Rodoviária e o Corpo de Bombeiros, cerca de 200 pessoas fecham a BR-070 (altura de Águas Lindas) com queima de entulho e galhos de árvore. Apenas um trecho da pista sentido DF-GO foi liberado.

Na BR-020, cerca de 300 pessoas protestam na altura do DVO, dentro da região administrativa de Planaltina. Os dois sentidos foram bloqueados. Na BR-060, os manifestantes também bloqueiam os dois sentidos, com previsão de liberação para as 9h.

Rio Grande do Sul

Protestos geraram bloqueios de rodovias na região metropolitana de Porto Alegre, segundo o" Jornal do Comércio". Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há grandes congestionamentos nas BRs 116 (Sapucaia do Sul) e 290 (Eldorado do Sul).

As ações dos manifestantes começaram por volta das 6h, segundo a PRF. Nas rodovias, pneus foram incendiados, enquanto ainda era noite. Por volta das 8h, os congestionamentos somavam 10 quilômetros em cada região. Também há relatos de bloqueios na RS-040, que liga a Capital a Viamão.

No km 146, na BR-116 em Caxias do Sul, também teve obstrução, mas o trecho foi liberado por volta das 8h. Também na BR-386, em direção a Nova Santa Rita ocorre protesto.

Espírito Santo

Em Vitória, um grupo de manifestantes protesta diante do Palácio Anchieta. Segundo o jornal "Folha Vitória", o protesto começou às 5h30 com queima de pneus e fechou as duas vias por volta das 6h15.

Motoristas que saem de Vila Velha com destino ao centro de Vitória pegam grande congestionamento. No município de Viana, cerca de 30 manifestantes bloqueiam a BR-262 a partir das 4h30, pedindo a permanência da presidente Dilma Rousseff.

Bahia

Os protestos na Bahia acontecem em Salvador e em diversos estados que cortam o estado. Na capital, os manifestantes ocupam a avenida Suburbana em diversos pontos. A Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) informa que há protestos em Itacaranha, Praia Grande, Estrada do Derba e na rotatória de Periperi.

A avenida Garibaldi também foi fechada com pneus queimados. Outro grupo fechou a entrada do campus Ondina da UFBA (Universidade Federal da Bahia). Na BR-324 (altura do km 592, no povoado de Menino de Jesus) e na BR-101 (altura do km 527, região de Feira de Santana, e na altura do km 508, em Itabuna), há pontos de bloqueio. As pistas foram parcialmente interditadas.

Paraíba

Em João Pessoa, 150 manifestantes estão bloqueando a garagem da empresa de ônibus Transnacional na BR-230. O grupo protesta contra o impeachment e contra a dupla função de motoristas que também trabalham como cobradores. O "Portal Correio" registra ainda outro protesto diante da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), no bairro do Varadouro.

Na bifurcação das BR-101 e da BR-230 (altura da entrada da cidade para quem vem de Campina Grande ou Natal), o trânsito apresenta problemas. Manifestantes permitem que poucos carros sigam viagem, provocando congestionamento no local.

Pernambuco

Um grupo de pessoas protestou na manhã desta terça-feira em um trecho da BR-101, no bairro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes. A manifestação acontece nos arredores da fábrica da Viitarela.

Rio Grande do Norte

Em Natal, rodoviários contrários ao impeachment decidiram paralisar as atividades e deixam a população sem ônibus na manhã de hoje. A Cooperativa de Transporte, que realiza viagens de transporte alternativo intermunicipal a partir da da capital potiguar, enviou comunicado para que os motoristas não circulem por risco de ataques. A prefeitura liberou, excepcionalmente, que ônibus de fretamento e táxis façam o transporte coletivo.

Fonte: Com informações da UOL