Maratoninha deve reunir 1.500 crianças na Marechal Castelo Branco

Maratoninha deve reunir 1.500 crianças na Marechal Castelo Branco

Maratoninha deve reunir 1.500 crianças na Marechal Castelo Branco

Muitas crianças já estão aquecidas e ansiosas para mais uma Maratoninha em Teresina, o maior circuito de corrida infantil do país. Em sua 11ª edição, o evento, que já é tradição na cidade, deve reunir cerca de 1.500 crianças na Avenida Marechal Castelo Branco, em frente à Assembleia Legislativa, a partir das 7 horas da manhã do dia 17 de agosto de 2014.

A Maratoninha é destinada a crianças de 6 a 12 anos. Ela prioriza instituições públicas e sem fins lucrativos. A estrutura do evento é composta por pista de corrida acarpetada (já que muitas crianças correm sem tênis), arquibancada, camarote, ambulância, segurança e ampla equipe de apoio. Os vencedores de cada bateria (6 a 8 anos, 9 e 10 anos, 11 e 12 anos, e até 12 anos) serão premiados com bicicletas.

De acordo com o superintendente regional da Caixa no Piauí, Emanuel Veloso Filho, as inscrições para esta edição estão acontecendo de forma coletiva. Os responsáveis pelas instituições de esporte fazem inscrição dos participantes na Superintendência da Caixa. “Até o momento temos entre 15 e 20 instituições inscritas e filhos de funcionários da Caixa também podem participar”, explica o superintendente, ao frisar que a Maratoninha é um programa de inclusão social para as crianças da periferia.

“Esta é uma oportunidade para estes meninos. Eles, além de terem acesso à educação, participam de eventos esportivos como esse e se distanciam de caminhos errados, como o das drogas, por exemplo”, acrescentou. Este é mais um dos projetos que a Caixa abraçou. Dentro do esporte a instituição é patrocinadora oficial do atletismo brasileiro.

“O esporte é inclusivo, é agregador, ele cria valores de convivência social, as crianças aprendem a competir e respeitar. Temos exemplos de crianças com idade superior a 12 anos que começaram na Maratoninha e se tornaram grandes atletas”, completa Emanuel Veloso Filho.

A Caixa considera o esporte como veículo de inclusão social e oportuniza o atletismo também a portadores de necessidades especiais, patrocinando também paraolimpíadas. Dentro da Maratoninha, a Caixa dispõe de 10 a 12 ônibus para fazer a condução das crianças para a corrida e de volta ao seu local de origem.

A Maratoninha foi inaugurada em 2002, em Brasília. Neste ano, apenas 800 crianças de projetos sociais da cidade participaram. No ano seguinte, eram 1.500 crianças de 6 a 12 anos de idade. Em 2004, com o projeto para a criação do Circuito Maratoninha, o campeonato já alcançava cinco cidades brasileiras. A partir daí, o número de cidades que abraçaram a ideia não parou de crescer. Em 2008, a Maratoninha esteve presente em 18 cidades brasileiras. Em 2010, em 21.

O evento é uma idealização de Jamil Elias Suaiden, que é ex-ciclista profissional e já representou o Brasil nas Olimpíadas de Atlanta (EUA - 1996).


Cláudio Roberto é o padrinho da competição 

Piauiense de Teresina, Cláudio Roberto de Souza é ex-atleta olímpico e o padrinho da Maratoninha em Teresina. Os participantes da edição deste ano já podem esperar pela presença dele.

Desde muito cedo, Cláudio Roberto conquistou um lugar entre os melhores corredores do país. Após iniciar sua carreira, em 1990, ele ganhou vários títulos em competições como o Campeonato Brasileiro de Menores, Campeonato Brasileiro Juvenil 100m e Campeonato Norte-Nordeste 100m, em que é recordista.

Em 2000, já em outro patamar, Cláudio integrou a equipe nacional de revezamento 4x100m, nos Jogos Olímpicos de Sydney – Austrália. Ele disputou a semifinal e ajudou na classificação do quarteto, que ficou com a medalha de prata. Em 2001, foi titular e finalista no 4x100m, no Mundial de Edmonton – Canadá. Em 2003, em Paris, na França, finalizou a corrida da equipe, que conquistou o vice-campeonato mundial da prova.

Nascido em 14 de outubro de 1973, Cláudio Roberto é um dos 10 melhores atletas do Ranking Brasileiro nas provas de sua especialidade: nos 100m, tem 10.19, tempo alcançado em 2002, em São Paulo; e nos 200m, tem 20.24, marca feita em 2003, em Cochabamba, na Bolívia. Nos principais momentos de sua carreira, Cláudio teve como técnico e grande incentivador o ex-atleta paulista Katsuhiko Nakaya.

Depois de várias conquistas no atletismo e de dar muitas alegrias ao torcedor brasileiro, Cláudio Roberto encerrou sua carreira em 2009. A partir de então, passou a se dedicar exclusivamente a um projeto na cidade de Jaú, em São Paulo. Com o objetivo de fazer a iniciação esportiva no atletismo e, consequentemente, apontar novos talentos, o projeto envolve atualmente mais de 100 crianças.

Atletas do Frutos do Brasil vão em busca da bicicleta de número 300 

Cerca de 120 crianças se preparam para Maratoninha dentro do projeto Frutos do Brasil. O projeto foi fundado em 28 de janeiro de 2003 e tem como objetivo despertar em crianças do bairro Alto da Ressurreição, zona Sudeste de Teresina, e de bairros adjacentes, o interesse pelo Atletismo.

Durante o ano inteiro, por três vezes na semana as crianças recebem noções de atletismo e cidadania. “A intenção principal é formar cidadão para o futuro. O esporte é um atrativo pra gente poder conquistar essas crianças”, afirma Reilan Nunes de Carvalho, idealizador e coordenador do projeto.

O Frutos do Brasil conta com sede própria, que fica localizada na Avenida Mirtes Melão, no Alto da Ressurreição. Por meio do projeto, vários atletas foram revelados, como foi o caso de Francisco Laércio de Sousa, de 21 anos. Hoje ele é o atleta mais bem colocado da categoria adulta. “Ele foi revelado no projeto através da Maratoninha da Caixa”, destaca Reilan.

As corredoras Samara e Flávia Rafaela também são outros destaques dentro do projeto, na corrida São Silvestrinha.

Hoje, o projeto coleciona premiações conquistadas. No atletismo, já são 281 bicicletas ganhas em premiações locais.

“Nosso objetivo é vencer umas 20 baterias e conquistar a bicicleta de número 300 na Maratoninha este ano”, disse o coordenador do projeto, ao comentar que 55 atletas do Frutos do Brasil participarão do evento.

Fonte: Aline Damasceno