Margarete participa da chegada e premiação do Rally Cerapió 2016

Evento teve participação de mais de 600 competidores nessa edição

Obstáculos, emoção, muita aventura e grandes desafios marcaram a 29ª edição do Rally Cerapió. Foram quatro dias de disputas e cerca de 1.300 quilômetros de pura adrenalina no evento reconhecido como uma das maiores provas off Road da América Latina. A largada promocional da competição ocorreu em Fortaleza, no Ceará, dia 25, e a chegada da grande final foi na tarde deste sábado (30), em Teresina, no Parque Potycabana, e contou com a presença da vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho.

Para ela, o apoio do Governo do Estado a essas competições esportivas é essencial por ser um evento que pratica ação social e revela as belezas da região. “Aqui, entre o Piauí e o Ceará, se realiza um dos maiores rallys da América Latina; é respeitado, conhecido e tem uma ação social maravilhosa por onde passa. A competição é maior do que um rally, pois também apresenta o nosso estado, as nossas belezas naturais a outros países. Vi aqui a participação feminina e até nisso o rally é democrático, incluindo homens e mulheres nesse esporte maravilhoso", declarou Margarete.

Reunindo numa mesma competição várias modalidades distintas como bikes, quadriciclos, motos, carros 4x4 e UTV`s e com mais de 600 competidores de 24 estados brasileiros, a regularidade e velocidade foram a tônica da prova que já faz parte do calendário esportivo brasileiro.

De acordo com uma das organizadoras do evento, Flávia Moreira, a avaliação que se faz da competição é totalmente positiva. "Esse evento é muito além de um rally. Ele deixa muito mais que poeira por onde passa. Nós temos a competição, o fomento da economia com o trend turístico, mas ainda assim a gente consegue chegar lá naquelas pessoas sem muito acesso a educação, por exemplo, doamos mais de 10 mil livros ao longo do roteiro com o projeto Rallyteca. Doamos óculos e entregamos 2 toneladas de alimentos arrecadados. Então, é um evento muito positivo para os estados que participam trazendo pilotos de todo o país", revela a organizadora.

Competindo há mais de 15 anos e única mulher a participar do Cerapió na categoria moto, a atleta Lia Cordeiro (Bacurinha) demonstra a alegria de ter participado da competição. "Foi gratificante a minha participação. Fui a única mulher a participar do Cerapió e por isso fui elogiada, o que me deixou feliz. O motociclismo é um esporte acessível para a mulher participar e existe espaço para nós, só é preciso ter coragem", finalizou a competidora.


Image title

Image title

Fonte: Com informações do Portal do Governo