Material de baixa qualidade foi usado na Orla de Atalaia

A Orla da Praia de Atalaia passou por vistoria nos dias 8 e 9 de novembro de 2010.

Laudo mostra que materiais utilizados na construção da Orla da Praia de Atalaia não terão longa durabilidade, e que não oferecem riscos maiores a população. O laudo foi realizado por uma equipe de profissionais do Conselho Regional de Arquitetura e Engenharia (CREA-PI) e avaliou a qualidade, solidez, fatores de conservação, depreciação, acessibilidade, saúde dos elementos construtivos, segurança e funcionalidade dos elementos do empreendimento. A avaliação também teve como objetivo constatar as ocorrências e condições de execução da obra de urbanização.

?As falhas constadas prejudicam a durabilidade, e isso deve ser revisto, muito porque o material utilizado teve menos de qualidade em relação ao que era previsto ?, relatou o presidente do CREA, José Borges. A vistoria na Orla da Praia de Atalaia aconteceu nos dias 8 e 9 de novembro de 2010 e teve como participantes as seguintes instituições: Crea-PI, Corpo de Bombeiros de Parnaíba, Capitania dos Portos do Estado do Piauí, Secretaria de Infraestrutura da Prefeitura de Luís Correia, Secretaria de Turismo da Prefeitura de Luís Correia e Engenheiros do Patrimônio da União de Parnaíba.

Durante a vistoria foram retirados, aleatoriamente, peças do meio-fio e do passeio público, executadas em bloco sextavado comum de concreto (tipo Blokret). O material foi trazido para Teresina e encaminhado para uma empresa especializada a fim de que fossem realizados testes de resistência. Com a divulgação dos resultados dos testes, a equipe responsável pelo Laudo de Vistoria concluiu que o material que está sendo utilizado na obra apresenta resistência inferior ao que está especificado no projeto.

Foram encontradas ainda falhas nas estruturas de madeira e verificado que as ferragens das tesouras não estão adequadamente tratadas para suportar a agressividade natural do meio, que possui alto teor de salinidade. Com relação as instalações hidro-sanitárias, foi verificado que a água distribuída nos chuveiros externos está canalizada para escoamento na sarjeta. (T.T.)

?Materiais utilizados já tem prazo para substituição?, diz Silvio Leite

Constatação sobre a qualidade dos materiais utilizado já tinha sido averiguados por inspeções anteriores e prazo para substituição dos mesmos já foi dado para a construtora. ?A obra é acompanhada de perto pelos órgãos responsáveis, como o Ministério Público Federal, Banco Mundial, Banco do Nordeste e Secretaria de Infraestrutura , e por causa desse cuidado essas averiguações já tinham sido encontradas e o pedido de substituição foi feito de imediato?, relata o secretário de Turismo do Piauí, Silvio Leite.

Leite explica que essa ação ?não tem como ser feita da noite para o dia?, mas que já está sendo revista. O secretário informou também que o acompanhamento é contínuo para que os mesmo problemas não sejam mantido na fase final de conclusão, na qual se encontra a obra de infraestrutura do litoral. ?Os peritos acompanham o andamento da ação de modo rotineiro e atuante, por isso as providências já tinha sido tomadas?, comentou Silvio Leite. A orla de Atalaia foi inaugurada oficialmente no ultimo réveillon. (T.T.)

Fonte: Thays Teixeira