Matizes realiza um dia de teste rápido de HIV/Aids na Uespi

A atividade fez parte da programação da 10ª Semana do Orgulho de Ser

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) notifica, por ano, cerca de 120 mortes de pessoas com Aids e aproximadamente 350 novos casos são identificados anualmente.Com o objetivo de realizar o diagnóstico precoce de casos, o grupo Matizes promoveu um dia de teste rápido, no campus Clóvis Moura da Universidade Estadual do Piauí. A atividade fez parte da programação da 10ª Semana do Orgulho de Ser.

Além dos testes para HIV/Aids, houve ainda para Hepatite B e C e Sífilis. “Até bem pouco tempo o HIV não era doença de notificação compulsória, passou a ser ha pouco tempo, após determinação do Ministério da Saúde, no entanto, os serviços de saúde ainda estão se organizando para cumprirem essa determinação, então ações como essas são importantes. Nós já temos essa parceria com o Matizes e mantivemos esse ano e ficamos felizes de sermos convidados para essa ação”, disse a coordenadora estadual de Doenças Transmissíveis da Sesapi, Karina Amorim.

Ela disse ainda que a ideia de levar a realização do teste para dentro da universidade foi uma ótima ideia, já que os jovens voltam a despontar nos rankings de casos de Aids. “Essa não é uma doença que se concentra em maior número em uma única faixa etária. Já tivemos os jovens como maior número de infectados, depois os idosos passaram a ser o centro das campanhas e agora voltamos novamente a dá mais atenção à população juvenil, devido ao que tem nos mostrado os boletins epidemiológicos”, afirmou.

 

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Pollyana Carvalho