Matrícula de aprovados na segunda chamada do Sisu termina nesta terça

Candidatos não selecionados podem integrar a lista de espera

O prazo para os candidatos aprovados na segunda chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) fazeram a matrícula nas respectivas instituições de ensino superior termina nesta terça-feira (5). Os aprovados devem se informar junto às instituições de ensino em que foram aprovados sobre os documentos necessários, locais e horários para efetivar as matrículas.

Os candidatos não selecionados nesta segunda chamada podem integrar a lista de espera. O prazo de adesão vai até o dia 8. A adesão pode ser feita na página do Sisu. O candidato deverá acessar o sistema durante o período especificado no cronograma e, em seu boletim do candidato, clicar no botão que correspondente à confirmação de interesse em participar da Lista de Espera do Sisu.

Quase dois milhões de candidatos se inscreveram para disputar 129.319 vagas em 3.752 cursos de ensino superior. A primeira chamada foi divulgada no dia 14, e o período de matrículas para estes candidatos foi encerrado no dia 22. Participaram da seleção para a segunda chamada os candidatos que não foram convocados na primeira chamada, ou passaram em sua segunda opção na lista de convocação divulgada no dia 14. Quem foi aprovado na primeira chamada em sua primeira opção de curso não concorreu à seleção da segunda chamada.

Caso o candidato seja aprovado pelo Sisu para uma vaga em universidade pública, mas também receba uma bolsa de estudos do Programa Universidade para Todos (Prouni) em uma instituição privada, ele terá que optar por apenas uma delas, já que não é permitido acumular as duas vagas.

Lista de espera

Quem ainda não foi convocado e quer participar da lista de espera precisa acessar o sistema entre até o dia 8 e, no boletim de acompanhamento, clicar no botão que correspondente à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu.

Dessa lista podem participar tanto quem não foi convocado em nenhuma chamada quanto quem foi selecionado em sua segunda opção --mesmo tendo feito matrícula. Porém, cada candidato só poderá disputar as vagas remanescentes relativas à sua primeira opção.

A lista será divulgada em 18 de fevereiro. A partir daí, a seleção será feita gradativamente pelas instituições.

Critérios de desempate

Nesta edição, o Sisu reuniu 129.319 vagas em 3.752 cursos de ensino superior de 101 instituições públicas (federais ou estaduais). A seleção é feita entre os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2012. No total, 1.949.958 candidatos se inscreveram no Sisu.

De acordo com o edital, em caso de notas iguais, o desempate entre os candidatos levou em conta os seguintes critérios:

- Maior nota obtida na redação;

- Maior nota obtida na prova de linguagens, códigos e suas tecnologias;

- Maior nota obtida na prova de matemática e suas tecnologias;

- Maior nota obtida na prova de ciências da natureza e suas tecnologias;

- Maior nota obtida na prova de ciências humanas e suas tecnologias.

Lei de cotas

Esta é a primeira edição do Sisu a incorporar o sistema de cotas sociais e raciais estabelecido por lei sancionada em agosto de 2012.

No ato da inscrição, o candidato também deverá especificar a modalidade de concorrência da qual quer participar. Ele poderá concorrer às vagas reservadas pela Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012.

A lei determina que, até 2016, 50% das vagas das instituições federais sejam para alunos que fizeram todo o ensino médio em escola pública. Além disso, metade deste índice será para alunos com renda familiar até 1,5 salário mínimo. Há ainda um percentual para estudantes autodeclarados pretos, pardos e indígenas de acordo com a proporção desta população no estado da instituição, segundo o IBGE.

Em 2013, pelo menos 30% do total de vagas ofertadas pelas universidades serão preenchidas nestes critérios.

Fonte: G1