Matrículas nas escolas da rede pública estadual de ensino começam na segunda-feira e serão prorrogadas até março

Hélder Jacobina afirmou que as matrículas estavam programadas para o final do mês de janeiro, mas serão prorrogadas até março

Matrículas nas escolas da rede pública estadual de ensino começam na segunda-feira e serão prorrogadas até março

O secretário estadual interino de Educação, Hélder Jacobina, informou que foi publicado edital estabelecendo que as matrículas nas escolas da rede estadual de ensino começam na segunda-feira, dia 5 de janeiro, e serão prorrogadas até março para aumentar o número de alunos e a base de pagamento do Fundeb (Fundo Nacional de Desenvolvimento do Ensino Básico e Valorização do Magistério).

Hélder Jacobina afirmou que as matrículas estavam programadas para o final do mês de janeiro, mas serão prorrogadas até março, por determinação do governador Wellington Dias, para aumentar a base do Fundeb no Piauí.

“Se a gente aumentar o número de alunos matriculados, nós vamos aumentar as receitas para a Educação no Piauí. O Fundeb aumenta e nós vamos ter mais recursos para investimentos para que a gente possa equilibrar. Hoje, 100% do Fundeb é para pagar pessoal, quando na realidade deveria deixar um percentual para ser gasto com investimentos, mas infelizmente hoje todos os recursos são gastos com pessoal e não dá para pagar todo o pessoal. Eu pego complementação do Tesouro Estadual para pagar pessoal”, afirmou.

Hélder Jacobina declarou que tem meses que o Fundeb é no valor de R$ 70 milhões e em outro mês entra R$ 48 milhões e para que seja equilibrada a receita do fundo é preciso o número de matrículas.

As 686 escolas da rede estadual de ensino têm matriculados 250 mil alunos dos ensino fundamental e médio. “A gente pode elevar mais o número de alunos. Nós temos uma evasão muito grande, queremos que o aluno fique em seu estudo e possa continuar.

"Temos quer ter um atrativo para atacar a evasão escolar”, disse Hélder Jacobina, adiantando que vai focar o ensino médio e o ensino profissionalizante.

 

Repórter: Efrém Ribeiro

Fonte: Efrém Ribeiro