MEC esquematiza a oferta de 20 mil vagas do Pronatec

Em todo o país serão cerca de 450 mil oportunidades

Com o anúncio da oferta de pouco mais de 20 mil vagas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) no Piauí no último mês de julho, uma missão do Ministério da Educação (MEC) esteve no Estado durante esta semana para esquematizar a oferta nas unidades da região, nisso, a preocupação condiz com a estruturação e a efetivação dos postos. A demanda responde pelos anseios da União quanto ao desenvolvimento educacional, pautado na qualificação profissional. Em todo o país serão cerca de 450 mil oportunidades.

A reunião promovida pelos técnicos da pasta na manhã de ontem também objetivou a avaliação do programa no Estado, conduzindo para as experiências positivas que poderão ser apreendidas pelos demais entes da Federação.

“Vamos levar boas experiências que estão sendo executadas aqui no estado do Piauí, como essa integração entre a Seduc e o IFPI que gera a capacitação dos jovens e que abre o mundo do mercado de trabalho pra eles”, disse o coordenador geral de Desenvolvimento e Monitoramento dos Programas de Tecnologia do MEC em Brasília, Clécio Gomes dos Santos.

As abstrações da missão foram reverberadas pela diretora da Secretaria de Educação, Adriana Moura, sintetizando para a atenção quanto a operacionalização do Pronatec e o alinhamento das diretrizes que o compõem.

“Vamos sentar com a equipe para conversar so- bre gestão, operacionalização do programa, reflexão do bolsa formação com educação profissional, alinhar tudo isso”, declarou. Com a experiência tida através do encontro com os técnicos será possível avaliar como o projeto atua em solo piauiense, focando no desenvolvimento dia a dia.

“Estamos aí com a oferta de 20 mil vagas para o nosso estado. Nosso desafio é preencher as vagas para que esse recurso permaneça em nosso estado conosco. Vamos conversar com parceiros, associações, empresários, sindicatos, todo tipo de entidade para que a gente possa tá garantindo essas ofertas”, comentou a gestora. 

Fonte: Francy Teixeira - Jornal MN