Médica que fez poesia com 'peleumonia' é alvo de racismo na web

A médica fez uma postagem criticando a postura do colega.

A médica Júlia Rocha, que viralizou no último final de semana ao rebater com muita delicadeza o deboche do colega de profissão, Guilherme Capel Pasqua, que disse não existir "peleumonia”, foi alvo de sucessivos ataques no Facebook e teve suas fotos compartilhadas por usuários que despejaram discurso de ódio e racismo.

Com um poema, a médica mineira fez uma postagem criticando a postura do colega que debochou de um paciente. Guilherme foi demitido na semana passada do Hospital Santa Rosa e Lima, em Serra Negra, interior de São Paulo, após tirar uma foto com um receituário onde escreveu "Não existe peleumonia nem raiôxis”.

Em resposta à atitude do médico, Júlia fez um poema dizendo que existe, sim, peleumonia. A publicação feita no dia 29 de julho teve mais de 60 mil compartilhamentos e 150 mil curtidas.

"EXISTE PELEUMONIA.
Eu mesma já vi várias. Incrusive com febre interna que o termômetro num mostra. Disintiria, quebranto, mal olhado, impíngi, cobreiro, vento virado, ispinhela caída. Eu tô aqui pra mode atestá. Quem sabe o que tem é quem sente. E eu quero ouvir ocê desse jeitinho. Mode a gente se entendê. Por que pra mim foi dada a chance de conhecê as letra e os livro. Pra você, só deram chance de dizê.
Pode dizê. Eu quero ouvir."

Médica Júlia Rocha (Crédito: Reprodução)
Médica Júlia Rocha (Crédito: Reprodução)

Apesar do grande apoio, Júlia recebeu ofensas sexistas e racistas. "Foi ela quem atacou o guri que fez a postagem sobre 'PELEUMONIA' e perdeu o emprego na Santa Casa", escreveu um usuário, que chegou a compartilhar a foto da médica para atacá-la. "Conheço o tipo... Esse é o tipo de gente que sai escrevendo que 'agora é a vez da senzala' e 'a casa grande não admite'. Essa aberração NÃO é médica, nem perceptora nem cantora nem p**** NENHUMA - é bandida PETISTA!!!"

"Muito top esse cabelo ecológico, deve ter até mico leão dourado", comentou um usuário. "Será que ela sabe usar o estetoscópio?", acrescentou outro.

Após os ataques, Júlia deletou a postagem. Segundo o Em.com.br, a mineira fez um novo post no último domingo e disse estar em "estado de choque" com os ataques.

Hoje, porém, Júlia deletou esta postagem e publicou "Em tempos de ódio, é bom andar amado. Obrigada".

Fonte: Brasil Post