Médico de programa francês em que participante morreu comete suicídio

Médico de programa francês em que participante morreu comete suicídio

Ele disse que se sentia "sujo", segundo produtora ALP e emissora TF1.

Thierry Costa, médico do programa francês de televisão "Koh Lanta", em que o participante Gerald Babin, de 25 anos, morreu no primeiro dia de filmagem, se suicidou nesta segunda-feira (1º) no Camboja, segundo comunicado da produtora Adventure Line Productions, divulgado também pela rede de TV da França TF1.

O médico Thierry, de 38 anos, trabalhava na produção do reality show há quatro anos e, segundo informou a produtora Adventure Line Productions (ALP) em comunicado, deixou um bilhete manuscrito de despedida de sua família. A empresa divulgou o bilhete à agência France Presse.

Na carta, o médico diz que se sentia "sujo" após "falsas acusações" sobre sua ação no caso da morte de Gerald Babin.

O reality show transmitido pela rede de televisão TF1 está temporariamente suspenso desde que o participante Gérald Babin morreu de parada cardíaca, na quinta-feira (21), após participar da primeira prova que disputada no dia.

A versão oficial da produtora diz que, após ser atendido no local, o médico decidiu que o jovem fosse levado em helicóptero a um hospital e que, durante o caminho, o jovem sofreu a parada, por isso os médicos só puderam confirmar seu falecimento.

A procuradoria de Créteil, cidade nos arredores de Paris, abriu uma investigação preliminar por homicídio culposo. Está previsto, segundo veículos de imprensa franceses, que os primeiros interrogatórios comecem nesta semana.

Um dos depoimentos, divulgados pela revista francesa "Closer", explicava que, quando Babin acabou de nadar 200 metros requeridos pelo programa, demorou a recuperar o fôlego e, em vez de deixar o participante descansar, a produção fez com que ele se submetesse a tradicional entrevista para saber suas impressões.

De acordo com a emissora RTL, a autópsia praticada no Instituto Médico Legal de Paris não revelou a existência de nenhuma anomalia cardíaca ou vascular no jovem, que a imprensa tem descrito como "um grande esportista".

Fonte: G1