Médicos ameaçam fazer greve e dizem que só urgência será atendida

Categoria resolveu suspender todas as atividades eletivas.

A presidente do Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi), Lúcia Santos, afirmou que a classe não vai aceitar a justificativa da falta de dinheiro por parte do poder público, diante da defasagem salarial da categoria, conta reportagem de Dowglas Lima do Jornal Meio Norte.

Segundo ela, a categoria está muito unida e espera conseguir avanços através de mais uma paralisação, programada para o período de 05 a 09 de março. A paralisação contempla médicos vinculados à rede municipal e estadual de Saúde.

Fonte: Dowglas Lima, Jornal Meio Norte