Médicos descobre novas drogas sintéticas que podem matar usuários

O laboratório emitiu alertas para todos os pronto-socorros

O Laboratório de Toxicologia da Faculdade de Medicina (FCM) da Unicamp, em Campinas (SP), identificou novas drogas sintéticas após casos de intoxicação em jovens na região: o fentanil e a butilona. Em agosto deste ano, durante uma semana, seis pessoas deram entrada em pronto-socorros com suspeita de intoxicação por drogas.

De acordo com a forma que o fentanil é utilizado, o efeito pode ser 50 vezes maior que o da heroína. "É preocupante porque pode levar à depressão do centro respiratório e neurológico e, consequentemente, à parada cardiorrespiratória", explica o especialista.

Médicos descobre novas drogas sintéticas que podem matar usuários (Crédito: Reprodução)
Médicos descobre novas drogas sintéticas que podem matar usuários (Crédito: Reprodução)


Já a butilona, produzida em laboratório, tem efeito estimulante e alucinógeno: "Pode levar a um quadro de aumento da pressão arterial e dos batimentos cardíacos, estimulação elevada, convulsão e surto psicótico, além da morte. A interação dessas substâncias é uma incógnita, mas isso pode levar a um desfecho fatal".

Médicos descobre novas drogas sintéticas que podem matar usuários (Crédito: Reprodução)
Médicos descobre novas drogas sintéticas que podem matar usuários (Crédito: Reprodução)


O laboratório emitiu alertas para todos os pronto-socorros da região com os sintomas que o uso dessas drogas pode causar nos usuários.

Fonte: com