Megaofensiva da Otan entra no segundo dia com 29 mortos

Próxima etapa se concentra na revista de casas

 Tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) ocuparam a maioria da região de Marjah neste sábado (13), ao final do primeiro dia da megaoperação batizada de Mushtarak (que significa "juntos") das forças internacionais contra os insurgentes talibãs no sul do Afeganistão. Tiroteios foram registrados, e 27 militantes e dois soldados morreram. Sete civis estão feridos.

No segundo dia, a ofensiva se concentra em revistar casas. Alguns bairros concentram tiroteios. "Estamos na maioria da cidade neste momento", disse o porta-voz Josh Diddams dos fuzileiros navais. Segundo ele, a natureza da resistência mudou e os militantes estão lutando em solo em alguns bairros.

A Otan espera em poucos dias tomar o controle total de Marjah, a última cidade sob controle do Talibã e ponto chave do tráfico de ópio. O porta-voz da Casa Branca Tommy Vietor disse que o presidente Barack Obama está acompanhando de perto as operações. O presidente afegão, Hamid Karzai, pediu às tropas que executassem o trabalho com "extremo cuidado para evitar danos aos civis".

Em um comunicado ele também pediu aos insurgentes que usassem a oportunidade para reduzir a violência e se reintegrassem na vida civil. As forças da Otan alertaram os civis para que não saiam de casa, embora não esteja clara a intensidade que o conflito possa assumir. A Mushtarak é a maior operação desde o começo da guerra no país, em 2001, e o grande teste da nova estratégia da Otan focada na proteção de civis. A ofensiva é também a primeira desde que o presidente Barack Obama ordenou o envio de mais 30 mil soldados americanos ao país

Fonte: g1, www.g1.com.br