Menina com câncer ganha direito de congelar o corpo: “Quero viver”

O valor gasto pela família chegou a cerca de R$ 157 mil.

Em um julgamento histórico, uma menina de 14 anos, que não teve o nome divulgado, conseguiu o direito de ter seu corpo congelado em uma técnica chamada criogenia — em que a pessoa é colocada em um tanque de nitrogênio líquido, guardado a -196 ºC — após vencer uma batalha judicial na Inglaterra para fazer o procedimento.

A decisão favorável veio pouco antes de sua morte, no início de outubro. Os detalhes do julgamento só foram liberados nesta sexta-feira (18/11), em reportagem exclusiva da emissora britânica BBC. Segundo a publicação, o desejo da menina era de que ela pudesse voltar à vida no futuro. Já em fase terminal, a menina escreveu aos juízes na tentativa de convencê-los de sua escolha.

“Eu tenho apenas 14 anos e não quero morrer, mas sei que vou morrer. Acho que passar pela criogenia me dá a chance de ser curada e acordar, mesmo que em cem anos. Eu não quero ser enterrada. Eu quero viver e viver por mais tempo e acho que no futuro a cura do câncer pode ser encontrada. Eu quero ter esta chance. Este é o meu desejo”, escreveu a adolescente.

Ela morreu em outubro. O corpo da menina foi transportado para os Estados Unidos, onde o congelamento foi feito “perpetuamente”. O valor gasto pela família chegou a cerca de R$ 157 mil.

À reportagem, o juiz disse que a família não era rica mas juntou dinheiro por um tempo.


Fonte: Com informações do Metropoles