Menina de 10 anos sequestrada há 2 é localizada na Itália

Ida Verônica Feliz foi levada da casa onde vivia em Cuiabá em 2013.

Quase dois anos após ter sido levada à força da casa onde vivia com a família adotiva, em Cuiabá, a menina dominicana Ida Verônica Feliz, que hoje está com 10 anos, foi localizada pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol). Ela se encontra na região de Cassola, na Itália, conforme divulgou nesta segunda-feira (19) a Polícia Federal em Mato Grosso. A polícia, no entanto, não informou com quem a menina está.


Ida é filha de uma dominicana e de um italiano. Devido à prisão dos pais biológicos no Brasil por tráfico de drogas, a menina foi entregue aos cuidados de uma mãe adotiva em Cuiabá ainda aos quatro meses. Ela morou com a família mato-grossense até 2013, aos oito anos de idade, quando foi sequestrada. Segundo o inquérito da Polícia Civil, que investigou o caso naquele ano, ela provavelmente estaria com os pais biológicos na Itália.

A criança foi levada por um homem armado de dentro da residência onde morava com a família adotiva, no Bairro Goiabeiras, em Cuiabá, no dia 26 de abril de 2013. No momento, só havia ela e a irmã adotiva no local. Quando o sequestrador viu a menina, ele a arrastou pelos cabelos e a levou até o carro, onde estava um comparsa dele.

Após levar a menina, os sequestradores entraram em contato com a família adotiva por meio de mensagem SMS e ameaçaram matá-la caso a polícia continuasse investigando o caso. Depois de encerrar as buscas sem sucesso em Mato Grosso, a Polícia Civil do estado repassou as investigações para a Interpol, que emitiu alerta com informações sobre as características da menina.

Nesta segunda-feira, quase dois anos depois do rapto da menina, a Interpol a declarou como localizada no cadastro internacional de desaparecidos, como mostra uma imagem divulgada pela PF em uma rede social. A busca pela criança se deu a pedido da Justiça de Mato Grosso, que determinou em maio de 2013 a prisão preventiva dos pais biológicos de Ida Verônica.

Segundo a PF, o próximo passo caberá à Justiça da 1ª Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Cuiabá, que determinou a prisão. A PF informou que a repatriação de Ida Verônica ao Brasil deve agora depender do consentimento das autoridades judiciais italianas, uma vez que trata-se de uma menor de idade com cidadania italiana.

Já a assessoria de imprensa do Itamaraty informou que a instituição acompanhará o caso junto às autoridades italianas buscando o bem-estar da criança e o interesse familiar dos pais adotivos brasileiros.

Fonte: G1