Menina de 4 anos que sumiu em culto não foi abusada, diz laudo

Segundo laudo do IML, a garota também não sofreu violência física durante o período que ficou fora de casa.

A menina Brenda Gabriela da Silva, 4 anos, que desapareceu durante um culto religioso no dia 10 de junho, na região central de São Paulo, não foi vítima de abuso sexual. Segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML), a garota também não sofreu violência física durante o período que ficou fora de casa. A Polícia Civil aguarda o resultado de um exame de DNA que foi feito em tufos de cabelos cortados que foram encontrados na casa do ajudante-geral Jorge Antunes Cardozo, 47 anos, acusado de sequestrar Brenda. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Menina que sumiu em culto não foi abusada, diz laudo

Morador de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, Cardozo continua foragido. Os cabelos estavam em um saco de lixo, com duas tesouras e um filme pornográfico. Brenda foi encontrada pelo estoquista Alex Gomes Carvalho, 18 anos, na tarde de segunda-feira. Carvalho é vizinho da mãe da menina, a diarista Geissa Maria da Silva, 31 anos, e viu a criança no colo de Cardozo na rua Vergueiro, na Liberdade, também na região central. As investigações prosseguem no 6º DP, no Cambuci.

Fonte: Terra