Menino de 13 anos salva vida de amigo que teve perna decepada por navio em Vitória

Na manhã de ontem, Vinícius visitou o amigo, que recebeu alta dos médicos

?Eu não pensei em nada, só na vida do meu amigo?. Essa foi a reação de Vinícius Cordeiro, de 13 anos, ao ajudar o amigo, que teve a perna decepada por uma embarcação. O acidente aconteceu no dia 22 de março, enquanto ambos nadavam próximo a um antigo cais de Vitória.

Vinícius, em conversa com o G1, disse que não sentiu medo quando decidiu ajudar. Na hora, vendo o amigo ferido, teve o impulso de nadar até ele e ajudá-lo a sair da água. ?Ele veio agarrado na minha bermuda. Eu vim nadando e botei ele sentado na escada?, conta o menino.

?Ele age muito pelo impulso, isso é dele mesmo. Sempre foi assim?, diz a mãe de Vinícius, Carolina Cordeiro. Apesar de aprovar as ações do filho, Carolina admite que fica preocupada. ?Sempre que ele sai, a gente tem que ficar pedindo a Deus que o proteja.?

Na manhã desta terça-feira (31), Vinícius visitou o amigo, que recebeu alta dos médicos. Durante a entrevista, Vinícius falou pouco, evitando recordar o episódio em que o amigo se machucou. ?Ele ainda fica muito emocionado pelo que aconteceu?, diz Carolina.

Famoso

Há pouco mais de dois anos, Vinícius e um amigo entraram em uma casa do bairro, que estava pegando fogo. Ele ajudou três crianças que estavam na casa a escaparem do incêndio. ?Só me preocupei com a vida das crianças?, afirma.

A repercussão do fato fez com que o menino ficasse conhecido no bairro em que mora. Vinícius, entretanto, não se sente à vontade com a fama. ?O pessoal fica me parando na rua, me chamam de heroi. Ficam perguntando como aconteceram as coisas, mas eu não gosto muito disso. Não quero ficar lembrando.?

Apesar do perigo, Vinícius garante que não vai deixar de ajudar as pessoas. ?Eu faria tudo de novo sem pensar?, diz o menino. Carolina diz que procura aconselhar o filho. ?Conversamos muito com ele, porque pode ser que ele se machuque também, ao tentar ajudar uma pessoa. Mas ele está fazendo coisas muito boas e eu fico satisfeita?, afirma a mãe.

Fonte: g1, www.g1.com.br