Menino internado com 50 agulhas pelo corpo segue em estado grave

A criança não precisa da ajuda dos aparelhos, mas ainda sente dores no peito

O menino de 2 anos que foi internado com cerca de 50 agulhas pelo corpo permanece internado, na Bahia. De acordo com os médicos, o estado dele é grave, mas estável. Ele dormiu bem na madrugada desta quarta-feira (16), mas ainda respira com dificuldades. A criança não precisa da ajuda dos aparelhos, mas ainda sente dores no peito, por causa de um dreno colocado no pulmão, onde estão alguns dos objetos metálicos.

O diretor do hospital em que ele está internado, Luiz Cesar Soltoski, disse que os médicos devem avaliar quais agulhas devem ser retiradas. O trabalho reúne especialistas da UTI pediátrica, em cirurgia pediátrica, ortopedia e radiologia.

Soltoski afirmou que algumas agulhas não devem ser retiradas, como uma que está dentro do fígado, mas não tem continuidade com o meio externo. "Com certeza, não há indicativo de nós retirados, porque a lesão para ser retirada seria maior que o benefício de retirá-la", comentou.

O médico lembrou, ainda, que o paciente tem várias agulhas no pulmão e ainda vai analisar quais delas devem ser removidas.

A criança foi levada ao hospital depois de reclamar de dores na barriga. A polícia investiga o caso, mas ainda não sabe como os objetos metálicos entraram no corpo do garoto.

Fonte: g1, www.g1.com.br