Menino que teve duas mãos amputadas diz:"Não me sinto diferente"

"Me sinto muito feliz com minhas novas mãos", disse.

Enquanto que para muitas crianças jogar futebol americano é uma simples brincadeira, Zion Harvey, de apenas 9 anos, encara como um sonho a ser realizado. O garoto, que aos dois anos de idade teve que amputar as duas mãos por causa de uma grave infecção, fez cirurgia e por um motivo muito especial: queria segurar a irmã mais nova nos braços. 

No período em que adoeceu, julho do ano passado, começou a tomar um coquetel de remédios, recebeu os rins da mãe e com isso conseguiu se recuperou bem. "Eu não fui sempre assim. Quando eu tinha dois anos, tive que tirar minhas duas mãos porque estava doente", revelou.

O garoto, que também teve que amputar os pés e passou a usar uma prótese, hoje consegue realizar todas as atividades recorrentes para crianças da sua idade. "Me sinto muito feliz com minhas novas mãos e não me sinto diferente das outras crianças", afirma.

A operação, realizada no Hospital das Crianças na Filadélfia, contou com a participação de 40 médicos e durou cerca de 10 horas. "Agora eu consigo lançar a bola de futebol mais longe do que quando não tinha as mãos", comemorou. 

 Harvey
Harvey




Fonte: Com informações do Terra