Mercado de trabalho: Timon tem mais de mil vagas em cursos profissionalizantes

Mercado de trabalho: Timon tem mais de mil vagas em cursos profissionalizantes

Através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico, população de Timon poderá ter acesso à capacitação.

A Prefeitura Municipal de Timon, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Assistência Social e do Trabalho (Semdes), em parceria com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC), começou esta semana a ofertar cursos de qualificação profissional para jovens e adultos do município e zona rural.

Os cursos serão ministrados pelo Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), instituições ofertantes de cursos de nível técnico.

Ao todo, estão sendo oferecidos 25 cursos e um total de mil e trinta vagas. Sendo mil vagas disponibilizadas para o município de Timon, e o restante para a zona rural, em localidade ainda a ser definida.

O curso oferecido para a zona rural, de acordo com o coordenador do PRONATEC, Tiago Bezerra, será o de Horticultura Orgânica. Esta semana foram iniciados os cursos de Mestre de Obras e Auxiliar Administrativo. Na próxima segunda-feira terão início os cursos de Auxiliar de Cozinha, Assistente de cabeleireiro e Auxiliar Administrativo, oferecidos pelo SENAC.

O coordenador diz ainda que até o final deste mês terão início as turmas do IFMA, e que os cursos, de modo geral, têm carga horária de 160 horas, o que equivale a uma média de dois meses. As aulas são oferecidas nos turnos manhã e tarde, de segunda a sexta-feira.

?Vale ressaltar que cada aluno recebe auxílio alimentação e transporte, além de fardamento, cadernos, canetas, lápis e outros materiais necessário a cada curso?, salienta Tiago Bzerra, acrescentando que serão entregues 50% dos vales no início de cada curso e o restante no início da primeira quinzena.

A verba para a manutenção dos cursos é destinada pelo governo federal, que repassa às instituições para os gastos com os alunos e ministrantes.

?No dia 13 deste mês entregamos 670 certificados de alunos que participaram dos os profissionalizantes, no ano passado. Nesta nova gestão, do prefeito Luciano Leitoa vai realizar parcerias para encaminhar os alunos qualificados ao mercado de trabalho. Em Timon, existem muitos empresários à procura de profissionais qualificados?, diz Tiago Bezerra.

Cursos abrem portas para o mercado de trabalho

Os alunos do curso de Mestre de Obras estão otimistas em relação a encontrar trabalho, no município de Timon ou outras cidades. As mulheres também estão à frente do seu tempo e muitas delas estão participando do curso de Mestre de Obras. A dona de casa Alcione de Areia Leão têm grandes expectativas em relação ao mercado de trabalho.

?O que me motivou a fazer o curso foi o desejo de trabalhar e ganhar dinheiro. Timon está crescendo e aumentando a oferta de emprego nessa área. Mas também quero mostrar que tenho capacidade de ser uma boa mestre de obras, talvez melhor do que os homens?, ressalta.

Outro aluno do curso, Francisco das Chagas Macedo, conta que já trabalha na área e está participando do curso, para aperfeiçoar suas técnicas. ?Eu imagino que com as técnicas aprendidas no curso eu posso melhorar ainda mais o meu trabalho. E em relação ao mercado de trabalho eu acredito que com a profissionalização, não será difícil encontrar trabalho na construção civil?, ressalta.

Meta municipal é capacitar mil jovens em 2013

A meta do governo federal é capacitar um milhão de pessoas do cadastro único até 2014. Em âmbito municipal a meta é capacitar mil jovens em 2013, em cada município parceiro.

Entre os cursos oferecidos pelo IFMA estão: Aconselhador em Dependência Química, Cuidador, Montador e Reparador de Computadores, Pintor de Imóveis e Ajudante de Obras. Entre os cursos realizados pelo SENAI estão: Operador de Computador, Auxiliar Administrativo, Mestre de Obras e Mecânico de Automóveis. E o SENAC irá ofertar cursos de Garçom, Auxiliar de Cozinha, Cabeleireiro, Operador de Caixa, entre outros.

Podem participar dos cursos trabalhadores, portadores de necessidades especiais, beneficiários dos programas federais de transferência do Programa Bolsa Família. A idade é de 18 a 59 anos, preferencialmente cadastrados no CADÚNICO (Cadastro Único) para Programas Sociais do Governo Federal, que é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda.

Fonte: Lindalva Miranda