Presos fabricam armas dentro da Casa de Custódia

Presos fabricam armas dentro da Casa de Custódia

Internamente, os mais de 700 presos são criativos na arte de tirar ferro das paredes.

Casa de Custódia de Teresina, muro alto, cerca, câmeras de vigilância, mas nem mesmo todo esse aparato inibe a audácia de quem quer burlar a lei. A penitenciária se tornou em um espaço de histórias curiosas.

Internamente, os mais de 700 presos são criativos na arte de tirar ferro das paredes, somente em duas rebeliões, mais de mil armas fabricadas artesanalmente foram apreendidas. Os ferros utilizados para a fabricação das armas são retirados das estruturas de concreto que envolvem as grades das celas.

No entanto os casos mais inusitados são registrados de fora para dentro. É nas visitas íntimas que os órgãos sexuais de muitas pessoas se transformam em um verdadeiro depósito, para a entrada de drogas em formato cilíndrico e baterias de celular. A direção da prisão retirou a energia de dentro das celas, o que aumentou a entrada de baterias de celular no local.

Dentro do presídio, drogas e baterias de celular são comercializados pelo triplo do valor de marcado, lucro que propicia a audácia de quem está preso e de quem sempre pensa em enganar a fiscalização.

Fonte: Samara Costa