Meta de campanha contra gripe é imunizar 10 mil gestantes

A campanha de vacinação se estende apté o dia 22 de maio

A campanha de vacinação contra a gripe segue até o dia 22 de maio e pretende imunizar mais de 152 mil pessoas dentro do público alvo. Um desses grupos é o das gestantes, que podem garantir sua dose nas 104 salas de vacina disponibilizadas pelo município.

 Segundo dados da Fundação Municipal de Saúde (FMS), a meta é vacinar 10.452 mulheres em qualquer fase da gravidez. As equipes Estratégia Saúde da Família, por meio dos agentes comunitários de saúde, estão realizando uma busca de todas as gestantes nas áreas cobertas e descobertas para que nenhuma fique sem sua dose.

O ginecologista Ribamar Santos, diretor da Regional de Saúde Leste/Sudeste, alerta para a importância da proteção contra a gripe para as gestantes. “Durante a gravidez, ocorre uma depressão do sistema imunológico que torna a mulher mais suscetível a doenças”, explica ele. “Além disso, devido ao crescimento da barriga, há uma dificuldade de expansão pulmonar. Todos estes fatores podem torná-la suscetível às complicações da gripe, como as pneumonias”, completa. A vacinação da mãe também garante a proteção do bebê, uma vez que há a transferência de anticorpos maternos para o feto por meio da placenta.

 Por isso, a FMS faz um chamamento para que todas as gestantes garantam sua dose. A vacina – que protege contras os vírus causadores das gripes A H1N1, H3N2 e B – é segura e os riscos de efeitos colaterais são mínimos. Trata-se de uma doença que pode se tornar porta de entrada a diversas complicações, especialmente nos grupos vulneráveis que estão sendo contemplados pela campanha. “Existem evidências de que a vacinação reduz em pelo menos dois dias o tempo de hospitalização, um benefício substancial tanto do ponto de vista individual, como para a sociedade”, destaca Luciano Nunes, presidente da Fundação Municipal de Saúde.

Além das gestantes, estão no grupo prioritário as puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), pessoas com 60 anos ou mais de idade, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, entre outros. Os trabalhadores de saúde também terão direito à vacina a partir do dia 18 de maio.

Fonte: Portal MN