Milionários pagam R$ 16,8 milhões por condomínio subterrâneo contra catástrofes

Milionários pagam R$ 16,8 milhões por condomínio subterrâneo contra catástrofes

Apê no condomínio subterrâneo de luxo tem espaço e comida para 70 pessoas.

Milionários pagam R$ 16,8 milhões para morar em um condomínio subterrâneo de luxo capaz de proteger contra catástrofes ambientais e explosões nucleares. O abrigo, que está em fase de construção no Estado do Kansas, Estados Unidos, tem espaço e comida para 70 pessoas e vai oferecer todas as comodidades modernas, como piscina, cinema e até biblioteca.

A obra está sendo construída em um silo de mísseis abandonado - um buraco profundo o bastante para armazenar armas de dimensões consideráveis.

Os engenheiros aproveitaram o espaço para que seus clientes possam enfrentar desde um colapso econômico até erupções solares, ataques terroristas e pandemias.

Até agora, quatro milionários norte-americanos já comparam seus abrigos. Sete dos 14 andares subterrâneos serão vendidos por R$ 4,8 milhões o andar ou R$ 2,4 milhões por metade do espaço.

Três unidades e meia foram vendidas, totalizando R$ 16,8 milhões no investimento. Dois contratos estão pendentes e apenas mais duas unidades completas estão disponíveis.

O criador do empreendimento, Larry Hall, 55, avisa que ainda poderá ajustar mais três silos da época da Guerra Fria quando as vagas nesta primeira obra se esgotarem.

Como vai funcionar

Construído para suportar uma explosão atômica, até mesmo o mais paranóico pode encontrar conforto dentro de paredes de concreto que têm nove metros de espessura.

Hall também está instalando uma fazenda no interior da construção para produzir peixes e vegetais suficientes para alimentar 70 pessoas durante o tempo que for preciso.

Ele também tem estocado uma quantidade de comidas secas suficiente para alimentar os moradores por cinco anos. Além da piscina, sala de cinema e biblioteca, o abrigo conta ainda com centro médico e até escola.

Complexos sistemas de suporte proporcionarão fornecimento de energia a partir de fontes naturais, como moinhos de vento e geradores. Imensos reservatórios subterrâneos reterão água pré-filtrada e um elaborado sistema de segurança irá manter longe grupos de saqueadores.

Hall diz que as ameaças vindas da natureza e do homem estão aumentando e ele deseja criar uma sociedade segura, onde as pessoas sobrevivam ao caos no conforto, com cada um fazendo um trabalho atribuído e interagindo com os outros.

O empresário já torrou R$ 9,6 milhões na primeira obra, incluindo R$ 720 mil pagos em 2008. Hall espera ter todos os sete andares de apartamentos vendidos em agosto. Entre os interessados, segundo Hall, há jogador da NFL, motorista de carro de corrida, um produtor de cinema e políticos famosos.

Fonte: Daily Mail