Ministério da Educação divulga o resultado da primeira chamada do Prouni do meio do ano 2014

Ministério da Educação divulga o resultado da primeira chamada do Prouni do meio do ano 2014

Matrículas devem ser feitas a partir desta segunda-feira (16)

O Ministério da Educação (MEC) divulgou na manhã deste domingo (15) o resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) do meio do ano 2014.

CONFIRA O RESULTADO

VEJA A LISTA DE SELECIONADOS

Os aprovados terão entre esta segunda-feira (16) até o dia 24 de junho para entregar, na própria instituição de ensino, os documentos que comprovem a renda familiar, para efetuar a matrícula.

Os estudantes que não foram convocados ainda têm chances de ser aprovados na segunda chamada do Prouni, que ocorre no dia 4 de julho. Estes devem fazer a matrícula entre os dias 4 e 11 de julho.

Esta edição do Prouni recebeu 653.992 inscritos, de acordo com o MEC. Ao todo, foram 1.269.084 inscrições, já que cada estudante pôde escolher até duas opções de curso.

Os candidatos disputam 115.101 bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior, que podem ser consultadas no site do Prouni. O número de bolsas é 28% maior que o da edição do segundo semestre de 2013, quando 90.045 bolsas foram colocadas à disposição. Do total deste ano, 73.601 são integrais e 41.500, parciais.

Veja a distribuição de bolsas por estado:

Acre: 367

Alagoas: 749

Amazonas: 1.077

Amapá: 380

Bahia: 5.267

Ceará: 2.908

Distrito Federal: 8.661

Espírito Santo: 1.575

Goiás: 3.634

Maranhão: 2.004

Minas Gerais: 11.833

Mato Grosso do Sul: 1.202

Mato Grosso: 1.402

Pará: 2.096

Paraíba: 1.635

Pernambuco: 2.493

Piauí: 911

Paraná: 8.165

Rio de Janeiro: 7.664

Rio Grande do Norte: 726

Rondônia: 908

Roraima: 194

Rio Grande do Sul: 7.614

Santa Catarina: 6.723

Sergipe: 922

São Paulo: 33.449

Tocantins: 542

TOTAL: 115.101

Mais bolsas para administração

O curso com maior oferta de bolsa pelo Prouni é o de administração (13.168), seguido por direito (7.887) e pedagogia (7.725). O curso de engenharia civil, considerado estratégico pelo governo federal, está em sexto lugar, com 3.651 bolsas.

No total, considerando todos os cursos de engenharia, foram oferecidas 12.362 bolsas, um crescimento, segundo o Ministério da Educação (MEC), de 93% em relação ao ano passado, quando foram colocadas à disposição 6.401 bolsas. De acordo com o ministro Henrique Paim, esse aumento está de acordo com uma maior quantidade de oportunidades de emprego nessa área, em comparação com outros setores.

Fonte: G1