PI tem R$ 23 milhões para o turismo

Os recursos serão para a conclusão das obras do Aeroporto Internacional de São Raimundo Nonato e do Centro de Convenções de Teresina.

Depois da inauguração do aeroporto internacional de Parnaíba, realizada nesta terça-feira, o Piauí dá passos largos para entrar na rota de vôos internacionais. Nesta quarta-feira, o governador Wellington Dias esteve em Brasília participando de uma reunião com o secretário executivo do Ministério do Turismo, Mário Moisés. Na ocasião, o Ministério do Turismo garantiu a liberação R$23,5 milhões para a conclusão das obras do Aeroporto Internacional de São Raimundo Nonato e do Centro de Convenções de Teresina.

Dias aproveitou a oportunidade para confirmar a vinda do ministro Luiz Barreto ao Piauí para participar da inauguração da Ponte Estaiada, marcada para o dia 30. De acordo com o governador, serão R$8,5 milhões que serão destinados ao Aeroporto de São Raimundo Nonato e R$15 milhões para a conclusão do Centro de Convenções. ?São duas grandes obras que impulsionará o desenvolvimento do turismo no Piauí. As obras devem ficar concluídas ainda no segundo semestre deste ano?, adianta.

Ainda em Brasília, o governador participou de uma audiência publica da Comissão Especial que trata do Código Florestal Brasileiro, na Câmara dos Deputados. Na oportunidade, Dias cobrou a criação de uma legislação que garanta o desenvolvimento dos estados menos avançados economicamente e com as maiores reservas ambientais. A proposta do chefe do executivo estadual é criar uma câmara de compensação que possibilitem a transferência de recursos das regiões responsáveis pelos maiores índices de emissões de gases nocivos à camada de ozônio.

O governador acrescentou que vários estados brasileiros, inclusive o Piauí, aguardam a regulamentação dos pagamentos por serviços ambientais para aplicarem meios internos de compensação. ?Entre outras coisas, queremos poder avaliar quanto se pode pagar para que uma pessoa possa manter sua floresta preservada?, cita, lembrando que tramita no Estado uma lei que pretende recompensar financeiramente as pessoas para que elas mantenham áreas verdes preservadas. (M.M)

Fonte: Mayara Martins