Mizael Bispo chega a fórum criminal para julgamento do caso Mércia Nakashima em SP

Mizael Bispo chega a fórum criminal para julgamento do caso Mércia Nakashima em SP

Policial reformado é acusado de matar a advogada Mércia Nakashima

O acusado de matar Mércia Nakashima, Mizael Bispo, chegou por volta das 8h20 desta segunda-feira (11), no Fórum Criminal de Guarulhos, na Grande São Paulo. Ele estava preso no Presídio Militar Romão Gomes desde fevereiro do ano passado. Duas viaturas da Polícia Militar fizeram o trajeto do presídio até o fórum.

Acusado de matar a advogada Mércia Nakashima, Mizael Bispo vai a júri popular a partir desta segunda-feira, no Fórum Criminal de Guarulhos, na Grande São Paulo. O julgamento será transmitido ao vivo pela televisão e rádio. Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, é a primeira vez na história do País que um júri envolvendo crime contra a vida é exibido em tempo real.

O julgamento está previsto para começar às 9h e a previsão é que dure até cinco dias. Bispo se sentará no banco dos réus quase três anos após o crime, ocorrido em 2010.

Sete jurados decidirão se ele é ou não culpado. O policial militar reformado e também advogado responde por homicídio triplamente qualificado ? motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Acusação

Para o Ministério Público, o acusado matou Mércia porque se sentia ?humilhado? pela jovem, que queria ter um relacionamento descompromissado com ele.

O advogado teria levado a ex-namorada, no carro dela, para Nazaré Paulista, interior de São Paulo. Lá, ela foi baleada e o carro, jogado em uma represa. Ainda de acordo com a promotoria, Mizael teria contado com a ajuda do vigilante Evandro Bezerra da Silva. Ele também irá a júri popular, no dia 29 de julho deste ano.

Defesa

Já a defesa pretende tentar desconstruir as provas contra o policial reformado, convocando especialistas na área de telefonia e biologia como testemunhas. Os advogados afirmam que não haverá elementos surpresa, mas que tentarão mostrar no plenário que quando o veículo de Mércia foi jogado na represa, Mizael estava 48 km longe do local dos fatos.

Fonte: r7