Monja budista Ani Zamba Chözom está em Teresina para participar de Ciclo de Palestras

Monja budista Ani Zamba Chözom está em Teresina para participar de Ciclo de Palestras

Monja vem ao Piauí há mais de 10 anos para ajudar a debater os temas com a comunidade budista e interessados em geral.

Com a intenção de debater a filosofia budista e abrir a mente dos participantes para temas que envolvem a espiritualidade é que está acontecendo em Teresina, deste esta terça-feira, dia 07, até o próximo domingo, dia 12 de maio, um Ciclo de palestras que irá contar com a participação da monja budista Ani Zamba Chözom. Ela é atual diretora da Associação Visão Dipankara, um projeto social-comunitário na cidade de Mucugê, no interior da Bahia e vem ao Piauí há mais de 10 anos para ajudar a debater os temas com a comunidade budista e interessados em geral.



Ela explica que neste evento a maior intenção é tentar dividir com outras pessoas os ensinamentos e mostrar a elas que existem ferramentas para que possamos fazer uma transformação no processo mental para que se busque a felicidade genuína. ?O budismo não é uma religião, é mais do que um sistema de crenças e sim uma forma, um caminho e opção para que as pessoas possam buscar entender melhor o processo mental e assim, buscarem a transformação interior. É olhar para dentro e buscar uma nova forma de percepção onde eu não deposite minhas expectativas de felicidade fora de mim?, explica Ani Zamba.

Ela destaca ainda que a sua abordagem do budismo é não-sectária, acessível e prática para a vida diária. ?Em um mundo em que vivemos escravos de condicionamentos, as palestras são uma forma de mostrar, através da filosofia budista, que é possível quando se entende o poder da nossa mente realizar transformações para buscar a felicidade de forma genuína e verdadeira e não apenas condicionada a fatores externos e transitórios. Quando nos apegamos a esses tipos de valores é muito mais fácil vivermos frustrados?, explica.

"Diálogo sobre liberdade e liberação: questões da filosofia e da espiritualidade budista". são alguns dos temas debatidos durante o Ciclo de Palestras que acontece a partir das 19h30 nesta quinta e sexta-feira (09 e 10) no Auditório Botica, que fica localizado na Rua Desembargador Pires de Castro, Centro-Sul. No sábado e domingo, o evento continua e acontece durante todo o dia.



A monja Ani Zamba Chözom é renunciante e praticante do Budismo há mais de quatro décadas. Ela encontrou no mestre kyabje Thinley Norbu Rinpoche (1931-2011) o seu lama-raiz, estudando com alguns dos mais respeitados gurus nas quatro principais escolas do Budismo Tibetano, incluindo S.S. o Dalai Lama e seus tutores.

Ani Zamba Chözom, nascida em 1948, em Londres, detém o título de Gelongma, que se refere à ordenação plena na qualidade de monja.

Desde 1969, a monja tem vivido e ensinado na Ásia (Tailândia, Coréia, Birmânia, Japão), onde desempenhou várias atividades de natureza filantrópica e espiritual, como o trabalho com Madre Teresa de Calcutá, como missionária no Camboja e no Vietnã e a fundação do ?The Wisdom Heart Center?, em Hong Kong. Atualmente tem levado seus conhecimentos e habilidades pela região do Nordeste do Brasil.

Fonte: Marcilany Rodrigues