Moradores estão incomodados com lixões na zona Norte de Teresina

Tal prática é mantida por moradores de bairros vizinhos

A presença de urubus ainda é uma constante nas proximidades do Aeroporto de Teresina, pois são atraídos por lixões em terrenos baldios ou em áreas isoladas.

Tal prática é mantida por moradores de bairros vizinhos. Além de causar incômodos aos demais moradores, isso representa grandes riscos de acidentes para as aeronaves que acessam a pista do Aeroporto.

A exemplo disso, está o lixão situado na Rua Canindé, Bairro Parque Alvorada, zona Norte de Teresina, que mesmo com o aviso ‘proibido jogar lixo’ desenhado no muro, não inibe a prática.

Os moradores, incomodados com a fedentina e com grande quantidade de urubus próximos de suas residências, denunciam que são atitudes tanto dos moradores da área quanto da população de ruas vizinhas.

A aposentada Maria das Dores da Silva afirma que o lixão já existe há alguns anos mesmo a prefeitura realizando a limpeza da área. “Eu moro aqui há mais de 30 anos e esse lixo que vocês estão vendo aí, está é pouco, porque a prefeitura limpou aqui há pouco tempo. São moradores daqui mesmo e de bairros próximos. É um desrespeito com a gente que mora aqui”, desabafa.

Já o morador Ronaldo Mendes exige que a prefeitura tome as devidas providências, em combate ao lixo irregular no trecho. “O mau cheiro é grande. Incomoda demais a gente, principalmente, quando a gente vai se alimentar. A gente pede providências para que isso acabe e a gente possa ter uma qualidade de vida”, fala o estudante.

Outra área com lixo na região, é o da Rua Glauber Rocha. O morador Emanuel Clemente da Silva aponta que o amontoado de mato foi deixado pela prefeitura de Teresina, em frente a sua residência.

“Esse mato está aí, de frente a minha casa, porque os homens da prefeitura vêm limpar e não terminam o serviço. Deixam aí para quem quiser terminar”, revela. Emanuel da Silva ainda acrescenta que outros moradores e carroceiros passaram a despejar lixos neste espaço por conta dos matos.

Segundo Isaú Araújo, gerente de Serviços Urbanos da SDU/Centro-Norte, a população mesmo tendo meios adequados para colocar o lixo, ainda tem despejado em áreas públicas. “Temos trazido a população para o nosso lado, para manter a cidade limpa, num curto espaço de tempo.

Mas para isso, precisamos da colaboração de todos, porque damos possibilidades para as pessoas se livrarem do lixo que elas produzem, de maneira adequada, como a coleta de lixo domiciliar e também os contêineres em pontos mais críticos da cidade”, esclarece.

E como forma de resolver as situações, Isaú Araújo afirma que equipes tanto de limpeza como de fiscalização estarão no Parque Alvorada. “Para resolver os problemas, amanhã [terça-feira, 16] estaremos com uma equipe de limpeza na Rua Glauber Rocha.

Já na Rua Canindé, além da limpeza haverá uma equipe de fiscalização, que pode até multar quem cometer essa irregularidade de jogar lixo nas ruas. Não justifica mais essa prática, com as condições que a prefeitura tem dado à população”, garante.

44 lagoas passam por limpeza na zona Norte

Até o momento das 44 lagoas, 26 já passaram por limpeza em bairros na zona Norte de Teresina. Segundo Isaú Araújo, a iniciativa é para reeducar a população a não poluir as lagoas e as ruas da cidade.

"Começou o trabalho frequente há 30 dias. A gente tem certeza que vai educar a população, porque uma coisa é você realizar a limpeza dos lagos como matos, aguapés ou mesmo a transposição de animais; outra coisa é você ter que tirar lixo quando há locais apropriados para recebê-los", esclarece, citando contêineres, lixeiras e a própria coleta diária de lixo.

Além disso, para melhorar a qualidade de vida dos moradores que possuem residências próximas as lagoas da zona Norte de Teresina, ainda este ano, a prefeitura pretende lançar o projeto Sanear. Dentre os bairros que participarão da ação Parque Alvorada, Nova Brasília, Mafrense e São Joaquim.

Fonte: Virgínia Santos e Márcia Gabriele