Morre estudante baleada na cabeça ao sair de carro blindado após colisão

Ela levou tiro na cabeça, em suposta tentativa de assalto, quando seguia para a faculdade

A equipe médica confirmou a morte cerebral da estudante Isabela Pavani Castilho Cruz, de 18 anos. Ela foi baleada no começo da semana durante um assalto na rodovia Presidente Dutra. Isabela, que estava em um carro blindado, desceu após uma batida no veículo. O acidente era uma simulação dos criminosos, que aproveitaram a situação. A jovem foi baleada na nuca.
Morre estudante baleada ao sair de carro blindado após colisão

A estudante Isabella Pavani Castilho Cruz, de 18 anos, baleada na cabeça na rodovia Presidente Dutra em uma suposta tentativa de asssalto, teve morte decretada pelos médicos do Hospital Nipo-Brasileiro, em Guarulhos, na Grande São Paulo. A família optou pela doação dos orgãos da jovem. O procedimento já foi realizado.

O corpo de Isabella já saiu do hospital e foi levado ao IML Central (Instituto Médico Legal). Segundo o hospital, a paciente teve uma piora no seu quadro na quinta-feira (31). A sedação da jovem havia sido suspensa para que fosse possível avaliar seu estado de saúde, considerado gravíssimo. A morte da jovem foi confirmada às 2h48 deste sábado (2).

A estudante, que estava acompanhada de uma amiga, partiu de Arujá, onde mora, para ir à faculdade, em Guarulhos, onde cursa Comércio Exterior. Ela seguia pela rodovia Presidente Dutra quando um carro bateu na traseira de seu veículo, que é blindado. Um dos ocupantes do veículo desceu armado e, sem falar nada, atirou na jovem. O projétil entrou pela nuca e ficou alojado na cabeça. A amiga dela, que estava junto, não se feriu.

Investigação

A investigação do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos) encontrou uma cápsula de pistola 635 no local. Essa é uma arma pequena que normalmente não é usada em assaltos, segundo a polícia.

O caso foi registrado no 2º Distrito Policial de Guarulhos. A polícia investiga se a estudante foi vítima de uma tentativa de roubo ou emboscada. Os investigadores dizem já ter imagens de câmeras de segurança que podem ajudar a identificar o veículo que seguia a jovem pela Dutra.

Fonte: r7