Morte do cantor Renato Russo completa 15 anos

Morte do cantor Renato Russo completa 15 anos

O ídolo morreu em consequência de complicações causadas pela Aids

Nesta terça-feira (11) faz 15 anos que País perdeu Renato Russo, o vocalista e compositor de uma das mais importantes bandas rock/pop nacional, o Legião Urbana. O ídolo morreu em consequência de complicações causadas pela Aids. Ele era soropositivo desde 1989 mas nunca admitiu publicamente ter a doença.

Sua voz grave, potente e inconfundível; suas canções com letras politizadas ou românticas fez com que a banda fosse uma das recordistas em vendas de discos no Brasil.

A primeira banda de Renato Russo foi o Aborto Elétrico, que deu a ele a influência punk que o acompanhou durante toda a vida. Quando tinha 18 anos assumiu para a família que era homossexual e em 1988 assumiu publicamente.

Uma estimativa aponta que o Legião Urbana vendeu 20 milhões de discos durante o período que Renato Russo estava vivo.

O grupo surgiu em Brasília no início em 1982 e seu fim se deu com a morte de Renato Russo em 11 de outubro de 1996. Alguns dos principais sucessos do Legião Urbana são "Será", "Ainda é cedo", "Há Tempos", "Por Enquanto", "Geração Coca-Cola", "Pais e Filhos", "Meninos e Meninas", "Eduardo e Mônica", Índios", "Quase Sem Querer" e "Que País é Esse", "Faroeste Cabloco", "Hoje a Noite Não Tem Luar" e "Angra dos Reis".

Fonte: RAC