Motoqueiro morre após cair em cratera e sobrinha é internada

Motoqueiro morre após cair em cratera e sobrinha é internada

Estudante morreu e técnica em enfermagem está internada na UTI. Via foi construída recentemente pelo Programa Ruas do Povo.

O estudante de história Francisco das Chagas Sales de Souza, de 33 anos, morreu após cair com uma motocicleta numa cratera que se abriu na Rua Alfredo Teles, Bairro AABB, em Cruzeiro do Sul (AC). O acidente aconteceu às 23h de quinta-feira (14). Na garupa da moto estava a técnica em enfermagem, Samira Barroso de Araújo, 29 anos. A moça que é sobrinha do condutor sofreu traumatismo crânio encefálico gravíssimo e está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Juruá.

Segundo o médico Marcos Melo, diretor técnico da unidade, o quadro de Samira é muito grave. Ela trabalha na mesma UTI onde está internada. ?Todo esforço está sendo feito nesse momento pela equipe médica, mas estamos aguardando. Atualmente as condições são desfavoráveis à realização de qualquer procedimento cirúrgico?, explica.

A rua onde ocorreu o acidente foi pavimentada há cerca de cinco meses pelo Governo do Acre, através do Programa Ruas do Povo. Gontran Neto, responsável pelo programa em Cruzeiro do Sul, disse que informou ao departamento de trânsito e à construtora da obra, sobre o buraco que apartou a via. ?Todas essas situações de risco nessas ruas são comunicadas aos nossos superiores e a empresa que executa os trabalhos. Dessa vez não foi diferente?, disse.

O chefe da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), Valdecí Dantas garante que por três vezes, o local havia sido sinalizado, inclusive com fechamento das duas entradas que dão acesso à via.

?Nós queríamos justamente evitar que alguém descesse aquela rua, mas o material era retirado. Inclusive, no início da noite recebemos uma ligação informando que a rua tinha se apartado totalmente. Mandamos uma equipe que recolocou as placas e infelizmente foram retiradas por populares contribuindo para essa tragédia?.

As duas vítimas são do município de Ipixuna (AM) e estavam em Cruzeiro do Sul para estudar.

Fonte: G1