Mulher causa polêmica ao ensinar às crianças como se nasce

O próposito foi de justamente humanizar, naturalizar o ato

Precisaríamos recorrer à psicanálise para explicar os motivos pelos quais tudo que é mais natural e humano costuma tornar-se alvo de censuras, críticas e ofensas morais. A nudez e o parto – literalmente elementos intransponíveis, belos e fundamentais da própria vida – foram mais uma vez motivo de escândalo, após uma mãe publicar a foto de seus filhos brincando de “parir” uma boneca, depois de aprenderem como nascem os bebês.

O propósito de Gabriela Prado, a mãe das crianças na foto, que trabalha como doula, foi de justamente humanizar, naturalizar e dessacralizar o processo de parto, a nudez e a dor. Como se pode ver pela alegria e tranquilidade com que elaboraram o assunto em sua brincadeira, o objetivo de Gabriela foi muito bem cumprido. O relato da mãe explica melhor suas razões e as reações.

"Essa foto dos meus filhos está correndo a internet e quando a deixei pública sabia que isso poderia acontecer. Faz parte da educação ensinar às crianças como se nasce e desde sempre conto aos meus filhos como eles nasceram. Diferente de algumas críticas não tem nada de nudez ou obscenidade nessa foto. Meus filhos sabem muito bem que bebês nascem pela vagina, que dói, mas que faz parte da vida. E brincando eles elaboram todas essas informações do jeitinho deles. Fico feliz que nossa foto esteja por aí, mesmo que recebendo críticas. Vamos pensar sobre a educação que damos aos nossos filhos no país das cesáreas?”

É evidente que só pode fazer bem a uma criança manter uma relação de conhecimento, naturalidade e tranquilidade a respeito do parto. Tão importante quanto ter convicção sobre o que se defende é compreender e questionar aquilo que se repudia. Vale ressaltar que foram muitas as pessoas que defenderam a mãe e apontaram a beleza e a naturalidade do gesto – afinal, um mundo em que a hipótese de nudez e o parto se tornem motive de ofensa é, literalmente, um mundo desumano.


Image title

Fonte: Com informações do Hypeness