Fotos: Oscar Niemeyer queria pastel e café um dia antes de morrer, diz viúva Vera Lúcia

Fotos: Oscar Niemeyer queria pastel e café um dia antes de morrer, diz viúva Vera Lúcia

Ela disse que Niemeyer brincava com um dos enfermeiros:

A mulher do arquiteto Oscar Niemeyer, Vera Lúcia Niemeyer, afirmou nesta quinta-feira (6) que um dia antes de morrer ele disse que gostaria de comer pastel e tomar café.

"Ele estava lúcido. Anteontem [terça-feira] mesmo, ele falou que queria comer pastel e tomar café", contou Vera Lúcia, dizendo que ele sempre pedia para ir embora do hospital porque "os trabalhos estavam atrasados".

"Perdi a pessoa que mais gostava no mundo. Eu amei. Vai ser difícil, mas o tempo passa", disse a viúva. "Não saí de perto dele em nenhum momento: nem nos melhores, nem nos piores. Acompanhei todas as evoluções."

Ela disse que Niemeyer brincava com um dos enfermeiros: "temos que fazer nosso samba".

Segundo Vera, o arquiteto se mantinha intelectualmente ativo durante a internação, inclusive trabalhando na próxima edição da revista "Nosso caminho", editada em conjunto pelo casal. "Ele mandava chamar o diagramador para saber como estava. Estava tendo uma reação boa, mas de repente começou a ficar quietinho", relatou a viúva. Ela disse que vai realizar o desejo do marido, editando um livro sobre obras de arte do arquiteto e mantendo a revista.

Velório em Brasília

O corpo do arquiteto foi embalsamado durante a madrugada de hoje no laboratório da Santa Casa de Misericórdia, no bairro de Inhaúma, na zona norte do Rio. No início da manhã, foi levado em cortejo de volta ao hospital.

No local, foi realizada uma breve missa apenas para familiares, com duração de cerca de 20 minutos. "Sempre que alguém faleceu na família, ele mesmo convocou o padre para fazer missas. A mulher dele é muito católica", afirmou Ana Lúcia.

De acordo com informações do hospital, por volta das 11h o corpo será levado, também em cortejo, para o Aeroporto Santos Dumont, de onde seguirá para Brasília em um avião da FAB (Força Aérea Brasileira), que deve sair ao meio-dia. O velório será no Palácio do Planalto.

A família também fará um velório aberto ao público no Rio de Janeiro, a partir das 8h de sexta-feira (7), no Palácio da Cidade. Haverá uma missa ecumênica às 16h, e o enterro deve ocorrer depois disso, no Cemitério São João Batista, em Botafogo.

O Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), fez hoje um minuto de silêncio em memória do arquiteto. A homenagem, a pedido do governo brasileiro, serviu para lembrar o prêmio Unesco que ele recebeu em 2001, na categoria Cultura. Niemeyer participou da concepção da sede das Nações Unidas em Nova York, matriz da Unesco e projeto de seu mestre, Le Corbusier.

































Fonte: UOL