Mulher defende marido que dirigia bêbado durante acidente que matou seu filho:"Foi uma fatalidade"

Mulher defende marido que dirigia bêbado durante acidente que matou seu filho:"Foi uma fatalidade"

A família estava em um Fusca e voltava de uma festa quando o homem bateu o carro no Anel

A mãe do menino de 12 anos que morreu em um acidente no Anel Rodoviário de Belo Horizonte defendeu o pai da criança. O homem dirigia o carro e estava bêbado no momento da batida.

Simone Rodrigues Campos velou o filho nessa segunda-feira (20) no Cemitério da Saudade, região leste da capital mineira. Ela garantiu que o Fusca em que a família estava foi fechado por um outro veículo.

? O carro do meu marido foi fechado. Depois que ele foi fechado que ele bateu em um poste. Vocês estão taxando meu marido como bandido. Ninguém veio atrás da gente procurar saber o que aconteceu antes. Ninguém veio procurar saber se ele é um pai exemplar, um marido exemplar.

A mulher reconheceu que o marido, Leonardo Lima Ferreira da Silva, 37, havia ingerido bebida alcoólica antes de dirigir. Eles voltavam de uma festa quando o condutor perdeu o controle da direção e capotou o carro.

? Ele bebeu? Bebeu sim, bebeu pouco. Isso foi uma fatalidade. Ele não pôde vir no velório do próprio filho. Um filho é tudo para mãe. Você acha que eu vou defender meu marido se achasse que ele tivesse culpa? Jamais.

O condutor está internado no Hospital Pronto-Socorro João 23, sob escolta policial. Quando receber alta, será encaminhado ao Ceresp (Centro de Remanejamento de Presos) Gameleira. Segundo o delegado Ramon Sandoli, do Detran, Ferreira foi autuado por homicídio culposo e pode ser indiciado por outros crimes.

? Não havia elementos para autuá-lo por homicídio culposo com dolo eventual (quando assume o risco de matar), mas outros elementos podem ser conseguidos durante as investigações.

Simone e a filha, de 16 anos, receberam alta no domingo. O outro filho do casal, um adolescente de 14 anos, continua internado em estado grave.

Fonte: r7