Mulher é flagrada alugando bebê para eleitores não enfrentarem filas no Piauí

O flagrante foi feito na escola Dr. João Silva Filho, no bairro Piauí.

Durante a votação no último domingo, 5, em Parnaíba, muitos eleitores impacientes com a demora na fila, resolveram reclamar, dentre outros motivos, pela falta de fiscalização nas seções eleitorais.

Em um dos locais de votação uma mulher foi flagrada alugando o próprio filho de 1 ano de idade para que outras pessoas votassem com mais rapidez, e de forma prioritária. A denúncia foi feita por outros eleitores que presenciaram o fato.



O flagrante foi feito na escola Dr. João Silva Filho, no bairro Piauí. No local, havia eleitores esperando há quase três horas na fila para votar.

Uma das mulheres (foto acima) aparece em uma das fotos transmitindo a impressão de que o filho é realmente seu. Mas, ao sair da seção, a criança foi entregue por ela à mãe verdadeira.


Outros eleitores afirmaram ao autor do flagrante, que não quis se identificar, que o ato desrespeitoso estava acontecendo  constantemente devido às grandes filas e pela falta de fiscalização. Um dos fiscais apareceu e disse que nada podia fazer.


A prática foi flagrada durante a manhã do mesmo dia, segundo informações do fiscal, “ao lado de um policial que não tomou nenhuma providência”.

Clique aqui e curta a página do meionorte.com no Facebook

Fonte: Com informações do Blog do Coveiro