Mulher faz sexo em trabalho de parto e tem orgasmo ao dar à luz

A sensação era de prazer e dor numa coisa só

Sangeeta Freeman, de 42 anos, afirma ter tido o "melhor orgasmo de sua vida" pouco antes de dar à luz. Dezesseis anos atrás, a moradora de Devon (Inglaterra), aproveitou o demorado trabalho de parto - que durou 27 horas - para ter relação sexual e, logo antes de dar à luz, experimentou sensações associadas ao chamado "parto orgásmico" - a troca das dores das contrações pelo prazer.

Sangeeta havia pesquisado sobre o "parto orgásmico" e decidiu dar à luz de forma natural. "Queria que fosse algo a ser lembrado e, definitivamente, foi isso", explica.

A mulher ainda diz que não planejava ter um orgasmo ali, mas acabou acontecendo. "Foi como se estivesse em um nível elevado, mas muito melhor do que qualquer orgasmo que eu já tive", garante.

A relação aconteceu depois de 14 horas de trabalho de parto e, segundo ela, "mesmo com pouco espaço", foi tudo muito "agradável". "O amor que eu sentia por meu parceiro pareceu verdadeiramente intenso e profundo",afirma.

O trabalho de parto, que começou em casa, acabou chegando ao fim no hospital, onde ela começou a sentir os primeiros efeitos do "parto orgásmico" e exclamou: "Sim, sim, sim!". "Eu senti como se estivesse me abrindo e que não havia como parar isso, foi absolutamente incrível", descreve.

Para ela, a sensação era de prazer e dor numa coisa só. "Eu não poderia dizer o que foi mais forte", relembra. "Parecia a melhor sensação do mundo, um sentimento poderoso e primitivo, emocionante e profundamente significativo, muito mais agradável do que apenas um orgasmo".

A experiência de dar à luz afetou tanto a mulher que ela decidiu tornar-se doula para auxiliar outras mulheres.


Image title

Fonte: Com informações da UOL