Mulher policial trai marido e foge com estuprador sírio

Seguno o ex, ele mudou muito após começar a ler o Alcorão

Vasili Magdici, de 25 anos, tinha esperanças em ser feliz com sua mulher Angela Magdici, uma policial feminina competente, praticante de kickboxing em Dielsdorf (Suíça).

Os dois se conheceram em um evento de esporte e estavam casados desde 2014. Segundo ele, tudo ia bem até Angela se aproximar de uma mulher turca que se tornou sua melhor amiga. Além de aprender turco, Angela começou a ler o Alcorão, algo que ele nunca imaginaria, já que ambos eram cristãos.


Pouco tempo depois Magdici suspeitou que sua esposa tinha outra pessoa. Isso ocorreu quando ela recebeu um SMS em árabe, rapidamente ele resolveu pedir para uma amiga que conhecia o idioma traduzir a mensagem. Angela estava apaixonada por Hassan Kiko preso acusado por estuprar uma menina 15 anos em 2014. Hassan fugiu do presidio e passou a ser procurado por toda a Suiça. Três meses antes da fuga, Madgici já havia estranhado o fato de Angela ter ficado colada à TV durante um documentário sobre a Síria. Depois ela não conseguia dormir de tão agitada. Os indícios só se tornaram fato consumado quando ela simplesmente desapareceu do seu apartamento . Primeiro ele pensou que Angela foi morar com sua melhor amiga, depois teve a certeza que ele havia fugido com Hassan.

A polícia diz que a fuga de Kiko foi planejada com a ajuda de Angela Magdici, agora sua comparsa. Os guardas prisionais dizem não ter ideia de como a relação se desenvolveu entre os dois. Mas o diretor da prisão, Roland Zurkirchen, dá seu parecer.

— Como supervisores, precisamos manter uma relação profissional, mas, às vezes, é necessário falar em situação de confiança com os presos. Isso faz parte da construção de uma relação profissional e faz parte da vida cotidiana.

Zurkirchen ressalta porém que a distância adequada não foi mantida. E Magdici, baseado em informações da polícia, tem a forte suspeita de que ambos foram se juntar ao Estado Islâmico na Síria.

Mas a dor da perda ainda atormenta Magdici. Em entrevista à mídia suíça, ele não se cansa de lamentar a ausência de seu amor, mesmo um “amor bandido”.

— Eu a amava e queria ter filhos com ela.

Fonte: Com informações do R7