Mulher tenta fazer criança escolher brinquedo de menino e mãe reage

Ela transcreveu o diálogo que a vendedora teria tido com o garoto

Uma mãe fez um desabafo após uma vendedora criticar a escolha de seu filho de três anos, que decidiu brincar com um carrinho cor-de-rosa em uma loja de brinquedos. De acordo com o texto publicado por Rheann MacLaren, ela estava na loja com o menino, quando ele decidiu ele decidiu brincar com um carrinho cor-de-rosa.

"Eu vi os olhares que você direcionou ao meu filho de três anos de idade hoje", escreveu a mãe em uma carta aberta à vendedora. "Vi você franzir a testa pelo fato de uma criança simplesmente desfrutar de um brinquedo. Escutei quando você tentou menosprezar o meu filho por essa escolha", acrescentou.

Rheann ainda transcreveu o diálogo que a vendedora teria tido com o garoto. "Oh, você não quer isso, é apenas para meninas, e não meninos! É tudo rosa e feminino. Há carros e dinossauros para lá, por que você iria querer essa coisa feminina?", teria questionado a mulher.

A mãe ainda diz que estava prestes a intervir, quando viu o menino responder à mulher da melhor forma, bem direto ao justificar sua preferência: "Porque eu gosto".

Além de defender que a vendedora não tinha o direito de dizer ao garoto com o que ele poderia brincar, a mãe ainda disse não se importar com esses "padrões". Ela comprou o carrinho cor-de-rosa para o filho, que voltou para casa empurrando o brinquedo, todo feliz. Segundo ela, o menino pretende usar o meio de transporte para levar uma boneca.

"Seus brinquedos favoritos são os seus carros, seus caminhões, seu ônibus, mas às vezes, ele gosta de brincar com uma boneca e um carrinho de bebê, ele vai brincar em uma cozinha de brinquedo e fingir fazer passar roupa, ele gosta de coisas rosas e olha fascinado quando me maquio", escreve ela.

"Se eu estou preocupada? Não, nem um pouco. Meu filho vai crescer um menino bem flexível, aceitando que nunca vai se sentir pressionados a estar em conformidade com os estereótipos de gênero", acrescenta.

Voltando a falar diretamente com a vendedora, ela finaliza. "Eu realmente espero que você tenha vistocomo ele saiu feliz da loja com o seu carrinho de boneca cor-de-rosa e pense duas vezes antes de dizer qualquer coisa parecida a um completo estranho novamente". Na rede social, o relato ganhou apoio e teve milhares de compartilhamentos.

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações da UOL