Anuário Multi Cidades aponta Parnaíba com a maior taxa de crescimento do Brasil

Anuário Multi Cidades aponta Parnaíba com a maior taxa de crescimento do Brasil

Multi Cidades aponta Parnaíba como município com maior taxa de crescimento do Brasil

Anuario Multi Cidades aponta Parnaíba como município com maior taxa de crescimento do Brasil

Dos municípios do interior selecionados por Multi Cidades, Parnaíba apresentou a maior taxa de crescimento do Brasil, de 229,2%.

Levantamento realizado pelo anuário Multi Cidades ? Finanças dos Municípios do Brasil, da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) em parceria com a Aequus Consultoria, apontou o crescimento econômico de capitais e cidades do interior do Brasil.

Das nove capitais da Região Nordeste, quatro expandiram os recursos aplicados em investimentos em 2011. O maior crescimento foi registrado em Recife, com 37,6%, ao investir um montante de R$ 249,3 milhões contra R$ 181,1 milhões no ano anterior; seguido por João Pessoa (24,1%), que pulou de R$ 134,1 milhões, em 2010, para R$ 166,3 milhões em 2011. As outras duas capitais que tiveram crescimento foram Aracaju (5,9%) e Fortaleza (0,4%).

Pela sexta vez consecutiva, Fortaleza liderou o ranking dos maiores investimentos na Região Nordeste, seguida por Recife e São Luis. Já João Pessoa, que ocupa a quarta colocação, possui o maior investimento per capita entre as capitais, com R$ 226,94.

Já nos municípios do interior selecionados por Multi Cidades, a maior taxa de crescimento do Brasil, de 229,2%, foi observada em Parnaíba-PI. A cidade investiu R$ 34 milhões em 2011 contra os R$ 10,3 milhões que foram aplicados no ano anterior. Outras elevações consideradas foram registradas em Jaboatão dos Guararapes-PE, Caucaia-CE e Arapiraca-AL, com 107,1%, 98,2% e 90,2%, respectivamente.

Raio-X do Brasil ? Recorde de investimentos

Conforme levantamento feito pela Multi Cidades ? Finanças dos Municípios do Brasil, em 2011, os investimentos realizados pelas cidades brasileiras registraram um aumento de 6,1% se comparado com o ano anterior, totalizando um montante da ordem de R$ 41,13 bilhões. Esse valor é o maior investido desde 2001.

Essa expansão dos investimentos foi influenciada pela expansão dos recursos aplicados pela cidade do Rio de Janeiro, que desembolsou R$ 3,42 bilhões, valor quase duas vezes maior (98,5%) que o de 2010. Pela primeira vez, a capital carioca chegou ao topo do ranking dos investimentos efetuados pelos municípios brasileiros, posição até então ocupada pela cidade de São Paulo.

O anuário apontou também um crescimento expressivo em Curitiba (96,5%), Belém (65,7%) e Recife (37,6%), nos dois últimos os recursos atingiram um patamar recorde. Por outro lado, as maiores reduções nas capitais foram identificadas em Boa Vista (-72,3%), Porto Velho (-46,2%) e Salvador (-36,3%).

Já entre as cidades do interior selecionadas por Multi Cidades, o município piauiense de Parnaíba exibiu a maior taxa de crescimento, de 229,2%, ao elevar seus investimentos em mais de três vezes em 2011. Carapicuíba-SP (153,2%), São Gonçalo-RJ (134%), Rorainópolis-RR (126%) e Jaboatão dos Guararapes-PE (107,1%) também aumentaram os gastos em cerca de duas vezes.

Os municípios de menor porte populacional lideram o ranking per capita. Em primeiro lugar encontra-se a cidade goiana de Alto Horizonte, com um investimento de R$ 3.995,45 por habitante; seguida por São Gonçalo do Rio Abaixo-MG e Aratiba-RS, com R$ 3.192,46 e R$ 3.187,97, respectivamente.

Em sua oitava edição, o anuário Multi Cidades ? Finanças dos Municípios do Brasil, idealizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) em parceria com a Aequus Consultoria, utiliza como base números da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentando uma análise do comportamento dos principais itens da receita e despesa municipal, tais como ISS, IPTU, ICMS, FPM, despesas com pessoal, investimento, dívida, saúde, educação e outros.

Fonte: C2 Comunicação

Portal Costa Norte

Fonte: Valdênio Santos