Nada faltará para as famílias, diz W. Dias sobre "Algodões I"

Pelo menos 500 famílias tiveram suas casas destruídas pelas águas da barragem

O governador Wellington Dias acaba de chegar ao município de Cocal, no Norte do Piauí, onde acompanha de perto o drama das famílias desabrigadas pelas águas da Barragem Algodões I, onde houve um rombo de 50 metros em uma parede dessa barragem no rio Pirangi. As águas atingiram uma área de 50 Km no município de Cocal. Em alguns trechos, a água atingiu 20 metros de altura, nessa quarta-feira (27), mas nesta quinta-feira (28) estão baixando.

Pelo menos 500 famílias tiveram suas casas destruídas pelas águas da barragem e dois adolescentes estão desaparecidos, segundo a Defesa Civil do Estado do Piauí. A cidade de Cocal está sem energia elétrica desde as 20 horas dessa quarta-feira, sendo que a Companhia Energética do Piauí (Cepisa) cortou a energia elétrica, para evitar danos à população, considerando que dezenas de postes foram carregados pelas águas.

Um gerador de energia elétrica mantém o abastecimento de água na cidade. O sinal de telefonia celular foi restabelecido por uma operadora. Bombeiros e policiais militares atuam no resgate de pessoas em lanchas e cinco helicópteros sobrevoam neste momento o percurso de 50 Km do rio Pirangi. O governador sobrevoa essa área acompanhado de técnicos do Estado e também do coronel Alexandre Lucas Alves, da Defesa Civil Nacional. "Nada faltará para as famílias, o que precisarem, terão", assegura Wellington Dias.

A BR 343, com destino ao litoral piauiense não sofreu danos. Viagens podem ser feitas com tranquilidade para cidades como Parnaíba, Luís Correia, Cajueiro da Praia e Ilha Grande.

Fonte: Por