Namorada de Bruno declara seu amor ao goleiro, chora e diz que deseja casar com ele

Namorada de Bruno declara seu amor ao goleiro, chora e diz que deseja casar com ele

"A minha maior vontade agora era de estar perto dele porque, independentemente de qualquer coisa, ele é um ser humano e acredito na sua inocência"

A namorada do goleiro Bruno, Fernanda Gomes de Castro, esteve nesta quinta-feira no Mais Você e fez revelações sobre como Luiz Henrique Romão, conhecido como Macarrão - suspeito de sequestrar Eliza Samudio -, pediu para que ela cuidasse do filho da jovem, Bruninho, de cinco meses. Segundo Fernanda, Macarrão teria dito que a mãe do bebê sofreu um assalto e estaria no hospital. Ela também negou ter ido a um motel na companhia de Macarrão e Eliza, como tem sido dito nas investigações.

?Estava em casa e recebi uma ligação do Macarrão pedindo que eu fosse à casa dele porque estava muito nervoso. Perguntei se tinha acontecido alguma coisa e ele disse que não estava se sentindo bem. Quando cheguei lá ele falou que uma amiga se machucou em um assalto e pediu que eu tomasse conta do bebê. Ele falou que não sabia cuidar de criança e pediu que eu ficasse com ela", contou Fernanda. "Perguntei se a mãe do bebê ia demorar e Macarrão disse que ela estava no hospital. Ele não falou o nome dela. Acabei dormindo na casa do Bruno. Quando acordei o questionei sobre a mãe do bebê. Macarrão disse que estava tudo bem com ela, mas que tinha ido à delegacia registrar o caso.Fui para casa me arrumar, pegar minhas bolsas e voltei por volta de cinco, seis horas da tarde e a criança não estava mais lá?, revelou.

Fernanda diz que está muito assustada e que "a ficha ainda não caiu"

Em um depoimento emocionado, Fernanda disse que não tem medo da Justiça e das possíveis investigações a respeito do sumiço de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro. Ela contou, no entanto, que sua vida virou de cabeça para baixo após o envolvimento do seu nome nas investigações.

?Estou desesperada, não por medo da justiça. Tenho a consciência tranquila, mas não tenho mais vida. Meu filho não consegue mais ir à escola, a imprensa não me deixa viver em paz, as pessoas ficam me apontando, cochichando e nunca me imaginei vivendo assim. Antes a minha vida era muito calma, tranquila. Me dedicava a trabalhos na igreja. Inclusive foi onde levei o menor envolvido no caso. Estou muito assustada. Sempre tive uma vida muito tranquila e de repente me vejo envolvida em uma história dessas. A ficha não caiu?, falou.

"Queria pedir, pelo amor de Deus, que as pessoas deixem a Justiça agir", diz a jovem, que nega ter estado em motel com Macarrão e Eliza

Às lágrimas, a namorada de Bruno se declarou apaixonada por ele e pediu que as pessoas não o julguem. Ela também contou que deseja se casar com o goleiro e confirmou que os dois continuam juntos. ?O doutor Quaresma (advogado) veio me perguntar, a pedido do Bruno, se eu ainda estava com ele. Eu disse que até caso com ele, se ele quiser. A minha maior vontade agora era de estar perto dele porque, independentemente de qualquer coisa, ele (Bruno) é um ser humano e eu acredito na sua inocência. Sou apaixonada por ele, sim, que é um menino carinhoso e dói demais saber que ele está nessa condição. Queria pedir, pelo amor de Deus, que as pessoas não fizessem isso e deixassem a Justiça agir?, pediu, chorando.

Fernanda nega que outras pessoas tenham estado com ela e Bruno no motel

À Ana Maria, Fernanda também explicou como foi a sua passagem por Minas Gerais, acompanhada de Bruno. Ela confirmou que os dois estiveram em um motel, mas negou que estivessem com outras pessoas. ?Eu fui pra Belo Horizonte para participar de um jogo com ele. Nós íamos dormir na casa da mãe do Bruno, mas estava tarde e ele resolveu me mostrar aonde tinha nascido. Ele me mostrou, depois paramos em uma padaria e fomos dormir nesse motel. Somente eu e Bruno. Não tenho conhecimento de outras pessoas lá?, negou.

Ao final da conversa, a namorada do goleiro explicou por que não se apresentou antes à polícia. ?Até então não tinha sido intimidada, mas resolvi ir e passei mal. Tenho cálculo na vesícula e tive uma crise muito forte neste dia?, falou Fernanda.

Menor vai acompanhar depoimentos de Bruno, Macarrão e Neném

Esta quinta-feira pode ser decisiva, pois está sendo aguardada a audiência marcada no Juizado da Infância e da Juventude de Contagem com o menor que denunciou a morte da jovem. Ele deve presenciar os depoimentos de Bruno, Macarrão, Sérgio e Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como ?Neném?. Depois disso, é possível que o juizado autorize uma acareação entre o menor e os outros suspeitos de envolvimento no desaparecimento de Eliza.

Nesta quarta-feira o que mais se esperou foram os resultados dos laudos dos exames de sangue, fios de cabelo e impressões digitais encontradas no sítio do goleiro Bruno e nos carros recolhidos pela polícia. Mas o instituto de criminalística ainda não chegou a nenhuma conclusão porque não foi feito até agora o cruzamento deste material com o DNA de Eliza Samúdio. Não houve depoimentos e os investigadores passaram o dia estudando o inquérito.

A movimentação aconteceu mesmo no presídio de segurança máxima Nelson Hungria, em Contagem, Minas Gerais. Macarrão e Bruno saíram das celas. Enquanto Macarrão era revistado, Bruno voltou para o prédio e pegou o que pareciam ser documentos. Depois, o goleiro também foi revistado. Os dois tiveram um encontro de quarenta minutos com o advogado Ércio Quaresma.

Fonte: g1, www.g1.com.br