Nas primeiras duas horas, Enem 2011 recebe mais de 80 mil inscrições

Nas primeiras duas horas, Enem 2011 recebe mais de 80 mil inscrições

Provas serão realizadas nos dias 22 e 23 de outubro

O Ministério da Educação abriu nesta segunda-feira (23) as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2011). O exame será realizado nos dias 22 e 23 de outubro. As inscrições foram abertas às 10h e nas primeiras duas horas, mais de 80 mil candidatos se inscreveram para o exame no site do Enem. Foi registrada até o meio-dia desta segunda-feira a média de 470 inscrições por minuto no sistema.

As inscrições podem ser feitas até as 23h59 do dia 10 de junho. A taxa de inscrição é de R$ 35. O Enem é utilizado por muitas universidades públicas para o acesso ao ensino superior.

Com expectativa de receber 6 milhões de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação, dobrou a infraestrutura tecnológica para receber até 120 mil inscrições por hora. Segundo Andrea Kern, diretora de Tecnologia de Informação do Inep, nenhum outro órgão da Esplanada dos Ministérios tem uma estrutura tão robusta, que chega a capacidade de tráfego de 10GBps.

O número de computadores servidores passou para 12, cada um com capacidade de 10 mil inscrições por hora. Ao todo, o sistema suporta 300 mil acessos simultânes. Além da capacidade de tráfego, também foram trabalhadas as questões de segurança, com uma central de monitoramento de todo o ambiente 24 horas por dia. Para garantir o sucesso do sistema, que é próprio e exclusivamente dedicado ao Enem, outras experiências de sucesso no governo federal foram levadas em conta, como a entrega da declaração do Imposto de Renda e da apuração das eleições pelo Tribunal Superior Eleitoral.

"Adotamos as melhores práticas do mercado, sempre medidas por nossos parceiros e fornecedores, como a Oracle, responsável pelo banco de dados", explica Andrea. Um sistema para o acompanhamento em tempo real foi instalado na sala da presidência do Inpe, onde é possível checar o número de inscritos e algumas características gerais, com os candidatos divididos por idade, por nível escolar.

O Enem será realizado em 12 mil locais, 140 mil salas de aula, ocorrendo em 1.599 municípios e mais de 6 mil escolas estão no processo. O Inep já marcou outro Enem para o primeiro semestre do ano que vem, nos dias 28 e 29 de abril de 2012. O G1 mostra abaixo alguns pontos importantes que os estudantes que vão fazer o Enem devem estar atentos, indicados no edital do exame:

As inscrições para o Enem foram abertas às 10h desta segunda-feira (23) e poderão ser feitas até as 23h59 do dia 10 de junho no site do Enem. O valor da taxa de inscrição será de R$ 35. No ato de inscrição é emitida uma guia para ser paga em uma agência bancária até o dia 10 de junho.

A isenção do pagamento da taxa pode ser feita por meio do sistema de inscrição e é conferida ao aluno que vai concluir o ensino médio em 2011 em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar, ou a estudantes que eclarar ser membro de família de baixa renda ou estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Para isso, deverá apresentar documentos que comprovem sua condição. Os documentos serão analisados pelo Inep que poderá negar a isenção. No ato de inscrição, o candidato deve fornecer o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o seu número do documento de identidade (RG). Estudantes com necessidades especiais deverão informar no ato da inscrição sua situação. Quem for usar o Enem para obter a certificação de conclusão do ensino médio deverá indicar uma das instituições certificadoras que estará autorizada a receber seus dados cadastrais e resultados.

O edital indica ainda que cabe ao candidato verificar se a inscrição foi concluída com sucesso. O candidato deverá guardar número da inscrição e a senha. Elas são indispensáveis para todo o processo do Enem, como inscrição, realização da prova, obtenção dos resultados e participação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona os alunos melhores classificados no Enem para vagas em universidades públicas cadastradas. Também serão usados nos programas de bolsa de estudos (ProUni) e de financiamento estudantil (Fies), entre outros programas do Ministério da Educação.

Fonte: G1